8 em 10 profissionais se candidatam a vagas erradas, diz pesquisa

Mesmo não tendo o perfil pedido, candidatos se inscrevem nas seleções. Ler os pré-requisitos da vaga é essencial para conseguir novo emprego.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Pesquisa da Trabalhando.com mostrou que 8 em cada 10 profissionais se candidatam a vaga de emprego erradas porque não leram os requisitos exigidos pelas empresas antes de se inscrever.

A empresa acompanhou durante dois meses (fevereiro e março) mais de 2 mil vagas de estágio e de emprego e avaliou 6.272 currículos e o resultado foi que 82% dos candidatos não tinham o perfil requisitado pela vaga para a qual se candidataram.

“Tinha de tudo, de vagas que pediam inglês fluente como pré-requisito e currículo com nível básico no idioma, até currículos de pessoas com formação em educação física se candidatando em postos de engenharia civil”, ressalta Caio Infante, diretor-geral da Trabalhando.com.

O momento da avaliação é um dos mais importantes e complexos, pois é nessa fase que o contratante tem o primeiro contato com os candidatos. Como a fase de entrevistas ainda não chegou, o currículo define se o candidato deverá ou não ser chamado para uma conversa.

Por isso, ler os pré-requisitos da vaga ideal é o primeiro passo para conseguir um novo emprego. “Olhamos alguns casos de pessoas que trocavam de curso na faculdade para cada vaga que se candidatava, isso além de ilegal e de ser mentiroso, não colabora em nada tanto com pessoa quanto com a empresa. O primeiro passo para conseguir um emprego é se definir profissionalmente e buscar um oportunidade que tenha a ver com o que você faz”, afirma Infante.

Para ajudar os candidatos, o executivo cita abaixo quatro itens que devem ser verificados antes de se candidatar a uma vaga:

 

1) Formação: Em alguns casos o profissional até pode se candidatar a vagas que não são de sua formação, mas precisam ter conhecimento no assunto ou ter formação em alguma carreira próxima. Em alguns casos como Direito, Engenharia o diploma é extremamente necessário.

2) Idioma: Se a vaga exige conhecimento em algum idioma e o candidato não tem contato nenhum com a língua, não há por que se candidatar. Além de ser descartado logo de cara, o currículo não ficará guardado para futuros processos.

3) Experiência: Esse é um fator que só com o tempo se consegue, não há grandes possibilidades de se tornar gerente em uma empresa enquanto está no segundo ano de faculdade. É importante ter consciência de qual posto de trabalho se encaixa com sua experiência.

4) Pré-requisitos: Alguns anúncios exigem questões como gênero, morar na região da empresa, ter até certa idade, é preciso estar atento para esses requisitos.

 

Fonte: G1

Compartilhar: