Abertura da UPA de Cidade da Esperança fica só para 2014

Apenas atendimento odontológico está em funcionamento por enquanto

Instalações modernas da UPA de Cidade da Esperança ainda estão sem utilização. Por enquanto, apenas a clínica odontológica já está atendendo os seus pacientes. Foto: Heracles Dantas
Instalações modernas da UPA de Cidade da Esperança ainda estão sem utilização. Por enquanto, apenas a clínica odontológica já está atendendo os seus pacientes. Foto: Heracles Dantas

A tão esperada abertura da Unidade de Pronto de Atendimento (UPA) de Cidade da Esperança, localizada na zona Oeste de Natal, deve ficar mesmo para o próximo ano. A previsão da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é que a partir do dia 1º de janeiro de 2014 a unidade comece a funcionar com atendimento de clínica médica, com três profissionais por plantão. Desde a última sexta-feira, dia 20 de dezembro, a UPA da Esperança já está funcionando com atendimento odontológico 24 horas, para urgência, com a mesma equipe de plantonista na Policlínica de Cidade da Esperança.

Dentro da UPA de Cidade da Esperança já está quase tudo pronto para começar a funcionar. A sinalização de chão já foi concluída e a de portas e paredes deverá ser colocada após a abertura da Unidade. Na manhã desta segunda-feira (23), uma equipe de profissionais que atuarão na UPA estava participando de uma capacitação, com ênfase no acolhimento. As salas amarela, com mais de dez leitos e mais dois de isolamento, e a vermelha, com cinco leitos, já estão prontas. Esta última funcionará com leitos semi-intensivos. O déficit é apenas de profissionais médicos. As equipes de enfermagem, nutricionistas, assistente social, técnico de radiologia, bem como a parte administrativa já estão trabalhando.

A diretora geral da UPA de Cidade da Esperança, Swami Bezerra, explicou que a partir do dia 1º de janeiro o local começará com o atendimento de clínica médica. São três consultórios, um de pediatria e um de ortopedia, com escalas que dependem da disponibilidade de profissionais por parte da Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte, e, portanto, não há previsão da abertura desses serviços em Cidade da Esperança. A Prefeitura deve abrir, primeiramente, o setor de pediatria na UPA de Pajuçara, já que a partir de janeiro a zona Norte de Natal ficará com a assistência pediátrica deficitária com o fechamento do Pronto Socorro Infantil do Hospital Santa Catarina.

“Até agora ainda não abrimos a UPA de Cidade da Esperança por conta das escalas médicas de clínico médica, ortopedista e pediatria. Primeiro abriremos clínica médica, depois a ortopedia e pediatria. O ortopedista poderá atender os pacientes em casos mais simples para que ele não precise ir para o Hospital Walfredo Gurgel e poder ser drenado daqui”, destacou a diretora Swami Bezerra. Hoje, a UPA já dispõe de um posto avançado do SAMU funcionando 24 horas, com duas ambulâncias e duas motolâncias.

Swami Bezerra acredita que a abertura da UPA de Cidade da Esperança irá impactar positivamente no atendimento da UPA de Pajuçara e do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. “Com abertura desse novo serviço será possível proporcionar mais conforto para o usuário, para o profissional. Acredito que a abertura dessa unidade trará um impacto muito grande para a assistência à saúde em Natal”, afirmou a diretora da UPA de Cidade da Esperança.

O secretário municipal de Saúde, Cipriano Maia, explicou que o atraso na abertura foi devido a uma série de problemas burocráticos. O contrato com a empresa responsável pela sinalização foi necessário ser refeito e, por isso, o atraso. Além disso, a fornecedora do mobiliário ainda não entregou a mobília da UPA de Cidade da Esperança. Como forma de sanar esse problema, até que a empresa entregue a mobília, a Secretaria Municipal de Saúde está pegando, emprestado, o mobiliário de outras unidades, como a Maternidade Leide Morais, que está fechada para reforma, a fim de garantir a abertura da UPA. Ainda há um problema na digitalização no aparelho de raio-X, pois não há esquema de esgotamento para fazer a revelação. A UPA será aberta, mas os exames de raio-X serão feitos no Pronto Socorro Infantil Sandra Celeste.

A UPA de Cidade da Esperança é classificada como porte III, maior que a de Pajuçara que é porte II. Quando estiver em funcionamento, a unidade da zona Oeste, que funcionará nos serviços de urgência e emergência, terá capacidade de atender até 450 pacientes por dia (Pajuçara atende uma média de 300) e poderá ter até 20 leitos. A ordem de serviço para início das obras de construção da UPA de Cidade da Esperança foi assinada em agosto de 2010, pela então prefeita Micarla de Sousa, mas o local ainda não está pronto para receber os pacientes.

Compartilhar:
    • Rejane Freitas

      Gostaria de saber com será fechada as escalas dos técnicos de Radiologia para UPA se os candidatos “aprovados” no processo seletivo em sua grande maioria já possui vínculo empregatício com estado, UFRN e particulares que consomem todo seu tempo, será que vão fazer de conta que irão trabalhar? ou irão terceirizar seus plantões? triste realidade nesse estado, será mais um transtorno é só aguardar para ver.