Acervo de Vatenor abre 2014 da FJA com exposição “Encontrando Amigos”

O artista que tem 40 anos de carreira também é colecionador de arte e expõe seu acervo, composto por obras de artistas potiguares e de outros estados. O vernissage ocorre nesta quinta-feira, 13, às 19h.

Vatenor compartilhará com o público sua coleção particular de arte, adquirida ao longo de algumas décadas. Foto:Divulgação
Vatenor compartilhará com o público sua coleção particular de arte, adquirida ao longo de algumas décadas. Foto:Divulgação

Vatenor é potiguar e gosta de fazer o registro de cajus e cajueiros. São clássicas suas pinturas que mostram as paisagens originais dos manguezais e dunas. Porém, nesta quinta, dia 13, ele compartilha com o público sua coleção particular de arte, adquirida ao longo de algumas décadas. A exposição Encontrando Amigos será aberta amanhã, 13, às 19h na Galeria Newton Navarro (Fundação José Augusto), e permanecerá em cartaz até o dia 28.

A coleção de Vatenor começou a ser formada quando ele morava no Rio de Janeiro, na década de 70. “Eu saí do Corpo de Fuzileiros Navais e comecei a trabalhar na Casa de Molduras Vidraço. Pelo fato de diariamente estabelecer contato com os artistas e suas obras, passei a me interessar pelas artes plásticas”, declara. Nasceu então o artista e colecionador Vatenor, que tinha como objetivo principal formar um acervo que pudesse de alguma maneira, contribuir para o enriquecimento cultural das gerações futuras e, ao mesmo tempo, como investimento pessoal de cunho cultural.

“Isso se concretizou em 2009, quando vendi para a galeria Anjo Azul algumas obras importantes nacionalmente. Para sobreviver na grande cidade, montei uma oficina de molduras e aí foram acontecendo trocas por quadros e serviços. Com o passar do tempo, quando comecei a me firmar como artista, passei a permutar minhas obras com a de outros e galerias”, explica. Algumas obras, no entanto, foram presenteadas, como as de Levi Bulhões, Ivanise do Vale, Ana Antunes, Melvin Edward, e outras serão doadas à Prefeitura do Natal com o objetivo de enriquecer a Pinacoteca Municipal, e com isso gerar uma nova expectativa ao público.

A ação que se completa com o criador, a obra e o visitante, e assim ele se realiza como semeador das artes e dos sonhos de todos esses mestres que compõem sua própria pinacoteca. “Com eles, convivi e trilhamos juntos os sonhos e realizações no universo das possibilidades artísticas nessas últimas quatro décadas. Bem, agora é com vocês”, convida.

Compartilhar: