Adolescente que pula refeição pode ganhar barriga; entenda

As grandes transformações físicas e psíquicas que ocorrem na adolescência dependem de nutrientes, que, muitas vezes, deixam de ser ingeridos por aqueles que têm o hábito de pular refeições

Arrumar a mesa do café da manhã à noite é uma boa dica para que o adolescente não pule essa importante refeição. Foto: Shutterstock
Arrumar a mesa do café da manhã à noite é uma boa dica para que o adolescente não pule essa importante refeição. Foto: Shutterstock

A adolescência é uma fase marcada por intenso crescimento físico e psíquico, em que ocorrem transformações que dependem de nutrientes, que, muitas vezes, deixam de ser ingeridos por aqueles que têm o hábito de pular refeições.

“Deficiências nutricionais nessa fase são capazes de levar a um retardo no crescimento e aumentar a predisposição a doenças crônicas”, explica Analuiza Nogueira dos Santos, nutricionista funcional da Fluyr Saudável. “Além disso, não fazer todas as refeições pode elevar o nível de cortisol, o hormônio do estresse, que, em excesso, causa, entre outros, aumento da glicemia e depósito de gordura abdominal”, afirma.

E tem mais: ao deixar de se alimentar, o adolescente tende a escolher alimentos gordurosos e calóricos na próxima refeição, para compensar o que perdeu.

publicidade

Prepare a refeição com antecedência
Por dia, o adolescente precisa ingerir entre 2000 a 3000 kcal, enquanto a adolescente entre 2000 a 2400 kcal, fracionadas em seis refeições. Mas entre as principais, café da manhã, almoço e jantar, o café da manhã é a pior para ser ignorada, já que, ao mesmo tempo, repõe os nutrientes do período de descanso e prepara o corpo para enfrentar o dia.

Algumas mudanças na rotina podem ajudar o adolescente a se alimentar corretamente. Por exemplo, para quem alega não ter tempo, uma dica é arrumar a mesa do café e preparar o suco e um sanduíche na noite anterior. Para incrementar, deixe as frutas picadas – elas podem ser conservadas na geladeira, em pote com vedação, por até dois dias. E, se seu filho acorda muito cedo e não tem fome, coloque o sanduíche em um recipiente para que ela possa levar e comer no caminho da escola.

Lanches com moderação
Outro truque para garantir a alimentação no almoço ou no jantar, mas que não deve virar uma rotina, é comer um lanche. “Dê preferência com pão integral, uma fonte de proteína como ovo, frango, carne ou peixe, e folhas verdes”, orienta a nutricionista.

 

Fonte: IG

Compartilhar: