Aécio diz que governo dele dará dignidade, e não ‘dente de última hora’

Tucano visitou canteiro de obras e tomou café da manhã com operários em São Paulo

Aécio Neves tomou café da manhã com trabalhadores da construção civil, ao lado do governador Geraldo Alckmin e candidato ao senado José Serra. Foto: Divulgação
Aécio Neves tomou café da manhã com trabalhadores da construção civil, ao lado do governador Geraldo Alckmin e candidato ao senado José Serra. Foto: Divulgação

Numa crítica velada à presidente Dilma Rousseff, o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse nesta quinta-feira que um eventual governo dele dará dignidade às pessoas e não “dentes de última hora”. A declaração foi feita durante discurso a operários de um empreendimento imobiliário em São Paulo.

“É isso que nos une: uma vontade danada de fazer esse país voltar a crescer e as pessoas voltarem a sorrir. Mas sorrir de verdade, sem precisar botar dente de última hora”, afirmou.

Na semana passada, o jornal “Folha de S.Paulo” revelou que uma moradora de Paulo Afonso, na Bahia, recebeu prótese dentária na véspera da visita de Dilma à comunidade. A casa da moradora foi a única visitada pela presidente, que gravou no local imagens para serem usadas no programa dela no horário eleitoral.

Por duas vezes, Aécio usou o episódio em seu discurso. A primeira referência foi feita quando Aécio falava da importância da retomada do crescimento econômico. A segunda veio quando o tucano prometeu pagar um salário mínimo para jovens que voltarem a estudar.

“Isso não é dar dente, é dar dignidade”, disse o presidenciável sobre o programa Mutirão Oportunidade que ele anunciou no Nordeste na semana passada caso seja eleito.

Sobre a adversária Marina Silva (PSB), Aécio disse apenas que “não entende direito para que direção ela quer levar o país”.

Numa agenda organizada por um parlamentar ligado ao setor da construção civil, Aécio chegou às 6h30 no canteiro de obras de um grande empreendimento imobiliário residencial na capital paulista para tomar café da manhã com os operários. Depois fez um minicomício do lado de fora do refeitório em que reafirmou compromisso com um reajuste real do salário mínimo e atualização da tabela do Imposto de Renda.

Fonte: O globo

Compartilhar: