Aécio ganha 4 pontos e aumenta chance de 2º turno, segundo pesquisa

As chances de vitória da presidente Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno caíram

 Segundo o levantamento, a petista tem 37% das intenções de voto. Juntos, os outros candidatos somam 38%. Foto: Divulgação
Segundo o levantamento, a petista tem 37% das intenções de voto. Juntos, os outros candidatos somam 38%. Foto: Divulgação

A pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira indica que a chance de vitória da presidente Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno caiu. Segundo o levantamento, a petista tem 37% das intenções de voto. Juntos, os outros candidatos somam 38%.

Na segunda posição do levantamento, aparece o senador tucano Aécio Neves (MG), que cresceu quatro pontos percentuais em relação à última pesquisa, e tem 20% das intenções de voto.

Na terceira colocação aparece o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que registrou 11% das intenções de voto. Do total de entrevistados, 16% disseram que votariam em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos. Outros 8% declaram que ainda estão indecisos.

O candidato Pastor Everaldo (PSC) tem 3% das intenções de voto e está empatado tecnicamente com outros nomes como Eduardo Jorge (PV), José Maria (PSTU), Denise Abreu (PEN) e Randolfe Rodrigues (PSOL), que registraram 1% cada um. Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) tiveram menos de 1%

Lula candidato

De acordo com a pesquisa, 58% das pessoas ouvidas acham que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria ser o candidato petista. Dos entrevistados que declararam preferência pelo PT, 75% disseram considerar o ex-presidente como melhor nome do partido nas urnas.

A aprovação ao governo Dilma caiu de 36%, no último levantamento, para 35%. Atualmente, 74% dos eleitores dizem querer mudanças no governo do País. Para 38% dos entrevistados, Lula é o político mais preparado. Dilma, que havia sido citada por 16% há um mês e 19% em fevereiro, apareceu com 15%. Aécio é considerado o melhor nome por 19%, e Campos 10%.

A pesquisa ouviu 2.844 pessoas em 174 municípios do País entre os dias 8 e 7 de maio.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade