Agências de turismo e hotéis já planejam a Copa na capital potiguar

Período será fundamental para o planejamento dos serviços de turismo e hospedagem em Natal

Habib Chalita: “hoteleiros ainda  não se planejaram para a Copa,  mas haverá aumento considerável nas hospedagens durante  o período do evento”. Foto: Divulgação
Habib Chalita: “hoteleiros ainda
não se planejaram para a Copa,
mas haverá aumento considerável nas hospedagens durante
o período do evento”. Foto: Divulgação

Ainda é cedo para apresentar estatísticas próximas da realidade, mas já se pode afirmar que Natal será um dos maiores destinos turísticos durante a primeira fase da Copa do Mundo de 2014. Isso se deve ao fato de que a capital potiguar sediará um clássico do futebol internacional através das seleções do Uruguai e Itália, que se enfrentarão no dia 24 de junho. Já as seleções do México, Camarões, Gana, Estados Unidos, Grécia e Japão também contribuirão para a grande quantidade de turistas/torcedores que desembarcarão em Natal.

Com data, horário, local e seleções já definidas em cada cidade-sede, fica fácil para os torcedores começarem a se planejar e arrumar as malas. O único detalhe que falta ser definido é em relação aos ingressos, uma vez que os torcedores passam primeiramente por uma etapa de reserva e, posteriormente, pela etapa de sorteio. A segunda etapa de reserva para cada jogo da Copa do Mundo foi aberta pela FIFA no último dia 8 de dezembro e se estenderá até o dia 30 de janeiro.

Esse período será fundamental para o planejamento dos serviços de turismo e hospedagem em Natal. Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira no RN (ABIH-RN), Habib Chalita, apesar de não haver um planejamento já definido por parte dos hotéis, a expectativa é de que os jogos atraiam milhares de turistas.

“Certamente é muito cedo para falarmos sobre o índice de procura de Natal como destino turístico na Copa do Mundo. Com certeza teremos um aumento considerável na procura pelas nossas hospedagens, mas o setor ainda não apresentou uma avaliação em cima dos jogos. No momento, a indústria hoteleira está se preparando para o período de alta estação. Passado isso, iremos discutir um planejamento para os eventos internacionais em Natal no próximo ano, incluindo a Copa”, afirmou.

Diassis Rosado, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens no RN (ABAV), afirmou que independente do público internacional atraído pelos jogos em Natal, a cidade já pode se preparar para os turistas nacionais. “Devido a proximidade com Natal, muita gente dos estados vizinhos já começam a procurar por estadias aqui. Não dá para presumir a quantidade de pessoas, mas dá para sentir que teremos público suficiente para ocupar os hotéis, pousadas, albergues, e para lotar restaurantes e bares. Todos os setores de serviço precisarão adotar um planejamento para esse público”, disse.

Viagem em família

Diretora comercial de uma agência de turismo em Natal, Karina Emerenciano aponta outro cenário provocado pela realização da Copa do Mundo: aumento da procura por viagens nacionais e internacionais. Segundo ela, a Copa em Natal também está sendo uma oportunidade para as pessoas que não gostam muito do futebol.

“As pessoas que não gostam desse tipo de evento, ou que preferem fugir do agito provocado pela Copa do Mundo, estão aproveitando esse período para viajar em família. Já recebemos inúmeros pedidos de pacotes turísticos pelo Brasil e pelo mundo. Natal vai receber muitos turistas, mas muitos natalenses estão pensando em sair da cidade”, afirmou Karina.

Segundo ela, os potiguares estão se planejando neste momento para passar um mês de qualificação em outro país ou para aproveitar um período de férias em família. “Tem aquelas pessoas que estão se programando para os jogos nas outras cidades e aquelas que enxergam a Copa como uma oportunidade. Tem gente querendo estudar outra língua e famílias querendo unir férias escolares e feriados para conhecer outros locais”, afirmou.

Compartilhar: