Agentes conseguem evitar fuga em massa na Cadeia Pública de Caraúbas

Os presos quebraram a parede, mas conseguiram camuflar o buraco

Buraco foi descoberto por agentes penitenciários no teto de uma das celas. Foto: Cedida/Portal BO
Buraco foi descoberto por agentes penitenciários no teto de uma das celas. Foto: Cedida/Portal BO

Ontem, os agentes penitenciários da Cadeia Pública de Caraúbas conseguiram impedir que acontecesse a primeira fuga em massa no ano de 2014 no Rio Grande do Norte. Durante uma inspeção de rotina, eles descobriram que os presos do pavilhão A haviam aberto um buraco no teto da cela número um e planejavam fugir neste final de semana, pulando o muro que separa a quadra de esportes da área externa da unidade.

Segundo o agente administrativo de Caraúbas, André de França, além dos dez presos que estavam na cela, detentos de outros cinco cômodos do pavilhão A também poderiam ter fugido pelo mesmo buraco, já que as grades de todas as celas do pavilhão estavam serradas. Se isso tivesse acontecido, todos os 154 detentos recolhidos nas seis celas teriam escapado.

“Felizmente, já estávamos em estado de alerta desde a noite de Natal, quando fizemos uma vistoria de rotina e encontramos alguns indícios de que os presos estavam planejando uma fuga em massa. Diante disso, intensificamos o monitoramento no pavilhão e também as revistas em todas as celas, o que foi essencial para descobrirmos o buraco e evitar uma grande fuga”, explicou França.

Ele disse ainda que o buraco, aberto no teto da cela número um, tinha cerca de 30 centímetros de diâmetro e dava acesso à laje do pavilhão, por onde os presos teriam acesso à quadra de esportes. “A nossa desconfiança é de que eles planejavam usar uma corda improvisada para escalar o muro da cadeia, mas não conseguimos localizá-la”, falou.

Após a descoberta, os presos foram distribuídos pelas outras celas do pavilhão, para que fosse feito o fechamento urgente do buraco, que foi concluído no final da noite de ontem. E, na próxima semana, deve ser aberta sindicância interna para descobrir os responsáveis pelo buraco. Apesar da tentativa de fuga frustrada de ontem, o clima na Cadeia Pública de Caraúbas hoje pela manhã foi de tranquilidade, conforme o agente França.

“Eles não reagiram, mas sabemos que os planos de fuga continuam, já que neste período do ano é normal eles quererem sair da cadeia. O importante é que conseguimos descobrir o buraco a tempo de evitar uma grande evasão em massa, já nos primeiros dias do ano. Diante do que aconteceu ontem, vamos intensificar ainda mais as vistorias e monitoramento dos presos”, afirmou.

Compartilhar: