Agentes frustram mais uma fuga em massa de penitenciária

Esta á é a terceira tentativa de fuga registrada na unidade em menos de três meses

Conforme o major Pimenta, este é o quinto túnel encontrado dentro da unidade prisional este ano. Foto: Divulgação
Conforme o major Pimenta, este é o quinto túnel encontrado dentro da unidade prisional este ano. Foto: Site O Câmera

A ação rápida dos agentes penitenciários conseguiu evitar uma fuga em massa de, aproximadamente, 60 detentos da Penitenciária Agrícola Penal Mario Negócio, em Mossoró, ontem à noite. Eles já tinham aberto dois buracos nos tetos de duas celas, entre o pavilhão número três e o setor de isolamento e estavam cavando um terceiro furo no chão do último cômodo, que dava acesso à área externa da unidade.

Segundo o diretor da unidade, major Humberto Pimenta, hoje foi aberta uma sindicância interna para investigar a responsabilidade dos presos que estavam na cela cinco do pavilhão três e o caso também já foi comunicado à Vara das Execuções Penais de Mossoró. Os detentos que estiverem envolvidos na tentativa de fuga e construção dos buracos e do túnel serão punidos. Até agora, nenhum deles assumiu a autoria do caso.

Ele explicou que a ação foi percebida ontem à noite, quando os agentes penitenciários desconfiaram do comportamento de alguns detentos e resolveram investigar o fato. Quando eles vistoriavam as celas, descobriram os furos nos tetos, ligando as duas celas e, pelo menos, 15 apenados já dentro do espaço entre os cômodos, na laje do pavilhão.

Para a direção da Mário Negócio, o objetivo dos detentos era aproveitar a noite para saírem de uma cela para outra, passando por cima do forro da laje e, uma vez dentro da cela de isolamento, fugirem através do túnel que estava quase pronto. Se tivessem conseguido o intento, cerca de 60 presos teriam fugido da unidade.

Depois de serem descobertos pelos agentes penitenciários, todos foram encaminhados para uma cela do pavilhão, onde ficaram confinados para contagem dos presos e a vistoria nas celas onde tinham sido construídos os buracos nos tetos e a verificação da extensão do túnel.

Conforme a direção, eles trabalhavam nas escavações sempre durante a noite e madrugada, para não levantar suspeita entre os plantonistas. Esta á é a terceira tentativa de fuga registrada na unidade em menos de três meses, as outras foram registradas nos meses de setembro e outubro, quando 75 presos tentaram escapar da unidade.

Conforme o major Pimenta, este é o quinto túnel encontrado dentro da unidade prisional este ano. No dia oito de julho passado, os agentes penitenciários conseguiram evitar a continuidade das escavações de um túnel que ligava as celas de um dos pavilhões à área externa do complexo penal.

Já o primeiro foi descoberto no dia 11 de maio e tinha quatro metros de extensão e um de profundidade.  A abertura ligava a área do pavilhão três até o solário, onde os presos passam parte do dia em banho de sol. A última fuga registrada na unidade aconteceu em novembro de 2012.

Compartilhar: