Agripino: “Diretório DEM não terá candidatura própria ao governo nas eleições”

A convenção estadual do Democratas já está marcada para o próximo 15

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Diretório Estadual do Democratas no Rio Grande do Norte decidiu na manhã desta segunda-feira (2) não lançar candidatura própria ao governo do Estado e, portanto, formar aliança na chapa proporcional para as eleições de outubro.

A votação, que ocorreu na sede do partido em Natal, teve o seguinte resultado: dos 59 votantes, 45 optaram para que o Democratas faça coligação na chapa proporcional, 10 votaram favorável para que a legenda forme uma chapa majoritária, houveram 2 abstenções, 1 voto em branco e 1 voto nulo.

Durante a reunião, o presidente estadual do partido, senador José Agripino, facultou a palavra aos diretorianos. A governadora Rosalba Ciarlini no uso da palavra, fez um balanço da sua administração e expôs o desejo de ser candidata à reeleição. Em seguida, a chefe do executivo se absteve de votar e deixou a reunião na companhia de seus assessores alegando que o encontro do diretório não deveria definir os rumos do partido.

De acordo com o presidente da sigla, o Diretório é o órgão máximo consultivo do partido, formado por “personalidades  emblemáticas que traduzem legitimamente a expressão política e a história do Democratas” (ex-PFL). “Meu papel era ouvir o partido, o que fiz aqui hoje. É minha obrigação defender que ele (o partido) sobreviva”, declarou.

Para Agripino, o resultado da votação demonstra claramente o desejo do partido de priorizar o crescimento da legenda, principalmente na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados. “Para a maioria dos membros do Diretório, uma candidatura própria, neste momento, isolaria o partido e dificultaria a eleição de postulantes aos cargos de deputado estadual e federal”, ressaltou o líder do DEM.

Ao falar com jornalistas após a reunião, o senador lembrou ainda o compromisso firmado com membros do partido nacionalmente, durante reunião em janeiro de 2013, em Salvador (BA), de que a prioridade para 2014 seria a ampliação do Democratas nas esferas estadual e federal. “Nós nos reunimos em Salvador com representantes de todas as regiões do país e nesse encontro decidimos que a meta para 2014 era fazer o partido ampliar sua representatividade nas Assembleias Legislativas e no Congresso Nacional. Não podemos agora ignorar as perspectivas reais de crescimento da legenda”, concluiu, reafirmando que irá cumprir todas as etapas democráticas e as instâncias partidárias no plano local para resolver as divergências.

A convenção estadual do Democratas já está marcada para o próximo 15 e será realizada na sede do partido na avenida Amintas Barros, 4448, no bairro de Morro Branco, em Natal.

Compartilhar: