Alternativos liberados para percurso de ônibus durante a greve

Medida ameniza problemas causados por paralisação

Parada-de-Onibus-HD--(11)

Alessandra Bernardo

alessabsl@gmail.com

Mesmo tendo sido notificados judicialmente nesta sexta-feira (13), o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários do Estado (Sintro/RN) só cumprirá a ordem judicial de colocar 70% da frota de ônibus metropolitanos e intermunicipais nos horários de pico – das 5h às 9h e das 16h às 20h, e 50% nos demais horários – a partir da próxima segunda-feira. Enquanto isso, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) liberou os veículos opcionais, micro-ônibus, de frete, táxis e até transporte escolar para fazer o percurso dos ônibus enquanto durar a greve, em caráter emergencial.

Segundo o secretário adjunto da Semob, Clodoaldo Trindade, a medida visa diminuir o impacto da paralisação de motoristas e cobradores na rotina da população, que desde ontem vem sofrendo com o número reduzido de veículos de transporte público em Natal. Ele disse que os donos de veículos que desejarem fazer o itinerário dos ônibus urbanos deve se cadastrar na Central do Usuário da Semob, no bairro da Ribeira.

“Como alguns destes já possuem a autorização para transporte de passageiros, será mais fácil, por isso, estaremos aqui na Central aguardando os interessados. Essa liberação vai ser concedida até o fim da greve dos operadores, para não penalizar a população natalense que usa os serviços de transporte público. Enquanto isso, vamos aguardar a reunião no Ministério Público do Trabalho e esperamos que essa paralisação termine antes disso”, afirmou.

Clodoaldo disse ainda que, como já foi notificado oficialmente da determinação judicial, proferida nesta quarta-feira pelo presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), desembargador José Rego Júnior, o Sintro/RN tem que cumprir a decisão já a partir de hoje e não na próxima segunda-feira, como disse o presidente da entidade, Nastagnan Batista, que alegou o fato da frota urbana ser reduzida nos finais de semana.

“Ordem judicial é para ser cumprida. Mesmo que a frota seja menor aos sábados e domingos, eles têm que atendê-la integralmente nestes dias, colocando os percentuais determinados em cima da frota circulante. Vamos fiscalizar tudo para saber se eles estão atendendo à ordem e o relatório com os dados obtidos serão apresentados à Procuradoria e ao Ministério do Trabalho”, explicou.

Só 30% da frota circula hoje

O presidente do Sintro/RN, Nastagnan Batista, disse que a entidade só foi notificada oficialmente por volta das 9h30 desta sexta-feira (13), e que por isso, apenas 30% da frota urbana deve circular hoje. “Quando recebemos o documento, já tínhamos liberados os funcionários que estavam mobilizados nas garagens, inviabilizando o atendimento à determinação”, afirmou.

Ele disse ainda que, pelo fato da frota ser menor nos finais de semana, só pode atender à determinação do TRT/RN na segunda-feira. “Não temos como atender no final de semana porque a frota já é reduzida em torno de 50% nestes dias, o que atende, em parte, a ordem judicial, mas na segunda-feira vamos mobilizar a categoria para os 50% e os 70% determinados, porque não podemos questionar a justiça”, disse.

Nesta quarta-feira (11), o presidente do TRT/RN concedeu liminar determinando a circulação de, no mínimo, 70% da frota de ônibus metropolitanos e intermunicipais nos horários de pico – das 5h às 9h e das 16h às 20h, e 50% nos demais horários. Determina ainda que a entidade não feche ou impeça a mobilidade em ruas, avenidas e os acessos às garagens das empresas, depredem ônibus ou façam ações que impeçam a manutenção do serviço. Em caso de desobediência, o Sintro/RN pode ser penalizado com diária no valor de R$ 100 mil.

Compartilhar: