Amanda Brum dá dicas de como emagrecer mesmo sem atividade física

Além disso, há algumas atitudes simples que vão te ajudar a continuar a emagrecer ou a manter seu peso sob controle

t5u56u56u54u

Gente, o jeito certo e saudável de emagrecer é aliar dieta saudável com atividade física.

Para manter o peso sob controle, não tem outra fórmula a não ser mudança de hábito para que esses dois elementos – dieta saudável e atividade física – nunca mais saia da nossa vida.

Mas gente como a gente, que trabalha, cuida da casa, rebola para dar conta de todos os imprevistos que surgem no dia a dia sem perder o bom humor e a alegria de viver, precisa admitir que tem alguns dias ou alguns períodos da vida que não há como encaixar a atividade física de jeito nenhum por puro acúmulo de tarefas.

Para dias (ou períodos) como esses em que malhar fica mais difícil, o jeito é pegar mais firme na dieta.

Afinal, como não teremos a ‘válvula de escape’ da atividade física, que acaba nos ajudando a queimar o que eventualmente comemos a mais do que deveríamos, temos mesmo é que fazer a dieta o mais certinho possível.

Além disso, há algumas atitudes simples que vão te ajudar a continuar a emagrecer ou a manter seu peso sob controle.

Mas que fique bem claro: ficar sem malhar tem que ser exceção, e não regra na sua vida, ok?

Essas técnicas devem ser usadas apenas para que você não perca o foco e a determinação por uma vida mais saudável e feliz.

Vamos a elas:

Coma pela metade 

Li um dia desses num blog estrangeiro essa sugestão e achei um máximo: divida em dois o que você comeria nas principais refeições e ao invés de ingerir essa quantidade de comida em 3 ocasiões – ou seja, no café da manhã, almoço e jantar – coma em 6 momentos diferentes.

Não entendeu?

Vou explicar melhor.

Você pega o que seria seu café da manhã e come metade no café da manhã e metade no lanche da manhã.

Você pega o que seria o seu almoço e come metade na hora do almoço e a outra metade no lanche da tarde.

Você pega o que seria o seu jantar e come metade na hora do jantar e a outra metade na ceia.

Assim você elimina as calorias dos lanchinhos que você normalmente tomaria, mantém o metabolismo em alta (porque estará se alimentando de pequenas porções a cada 3 ou 4 horas) e consegue manter a dieta em dia nos períodos em que a atividade física tiver que ser retirada da sua agenda.

Faça cedo sua última refeição do dia  

À medida que a noite vai chegando, nosso corpo é programado para desacelerar.

Isso acontece também com relação à digestão.

Se você comer muito e for dormir em seguida, certamente seu corpo não vai digerir tão bem os alimentos quanto poderia.

E, dependendo do quanto e do que você comeu à noite, pode significar acúmulo de gordurinhas em lugares indesejados.

Há pesquisas que indicam que o ideal é dormir só depois que já tiver passado 3 horas da última refeição.

Isso porque as enzimas usadas pelo organismo para digerir os alimentos são mais escassas à medida que a noite avança.

Durma bem e mais horas por noite

Parece piada, mas não é.

A ciência já provou que uma boa noite de sono é tão importante quanto a atividade física no processo de emagrecimento (leia mais aqui).

Então se a agenda está apertada e não vai dar para fazer nem uma caminhada, pelo menos vá para a cama cedo para que seu sono seja reparador e te ajude a manter o peso.

Líquido que salva 

Beba 500ml de água ao acordar, em jejum, e 500ml de água de 15 a 30 minutos antes de cada uma das refeições.

A água não tem calorias, ajuda a  limpar o organismo e a fazer o corpo funcionar perfeitamente.

Ao ingeri-la antes das refeições, você já dá uma ocupada no estômago e a tendência é você comer menos.

Sem contar que ao tomar 500ml ao acordar, 500 ml antes do almoço, 500 ml antes do lanche da tarde e 500 ml antes do jantar te fará bater a meta de 2 litros de água por dia, que é um volume excelente para quem quer ter a saúde em dia.

 

Fonte: R7

Compartilhar: