América vence Boa Vista no Rio de Janeiro, mas não consegue eliminar o jogo da volta

Com este resultado, o time potiguar poderá até mesmo perder por 1 a 0, no jogo da volta, que acontece no dia 16 de abril, na Arena das Dunas, em Natal

Arthur Maia mais uma vez deixou o dele, mas foi expulso no segundo tempo da partida. Foto: Divulgação
Arthur Maia mais uma vez deixou o dele, mas foi expulso no segundo tempo da partida. Foto: Divulgação

O América desperdiçou uma grande oportunidade de eliminar o jogo de volta na estreia da Copa do Brasil. Após sair em vantagem por 2 a 0, o América deixou o Boavista reagir no segundo tempo, mas mesmo assim segurou a vitória, por 2 a 1, na tarde desta quarta-feira, no Estádio Eucy Resende, em Saquarema.

Com este resultado, o time potiguar poderá até mesmo perder por 1 a 0, no jogo da volta, que acontece no dia 16 de abril, na Arena das Dunas, em Natal. Uma derrota por 2 a 1 levaria a disputa para os pênaltis.

Por outro lado, o clube fluminense – que recebeu o troféu pelo título da Taça Rio, como melhor do Interior no carioca – terá de vencer por dois gols de diferença ou por um desde que marque no mínimo três. O vencedor deste duelo encara Náutico ou Sergipe.

Mecão na frente

A partida teve um começo bastante disputado e, em alguns momentos, até com entradas duras. Os dois times entraram em campo decididos a resolver a partida logo de cara, mas abusaram da vontade. Mesmo jogando fora, o América teve uma ligeira vantagem nos primeiro minutos.

Tanto que conseguiu marcar o gol primeiro, aos 29 minutos. O meia Arthur Maia fez uma bela jogada individual. Ele carregou a bola desde o meio-campo, passou por dois marcadores e deu cruzamento açucarado para o atacante Rodrigo Pimpão, que apenas completou.

Com o gol, o América cresceu em campo e conseguiu ampliar poucos minutos depois, aos 35. Desta vez, Rodrigo Pimpão retribuiu a jogada de craque de Arthur Maia e lançou para o meia, que mandou de primeira para o gol. A bola ainda cocou a trave antes de entrar.

Volta garantida

Na segunda etapa, o time potiguar poderia ter sacramentado a classificação, aos cinco minutos. Arthur Maia tabelou com Rodrigo Pimpão, que mandou na trave. O castigo, porém, veio aos sete minutos, quando o zagueiro Gustavo converteu pênalti sofrido pelo atacante Romário.

Para piorar, dois minutos depois, Arthur Maia, o melhor em campo até então, acabou expulso. Ele levou o cartão vermelho, após se envolver em confusão com um adversário. Mesmo com um a menos, chegou a marcar, aos 24, com Rodrigo Pimpão, mas o árbitro anulou assinalando falta.

Apesar da vantagem numérica, o o clube potiguar continuou jogando de igual para igual até os minutos finais. Embora os dois times tenham lutado muito, não conseguiram balanças as redes. Quem chegou mais perto foi o Boavista, que carimbou o travessão, aos 41, com Lucas.

Fonte: Futebol Potiguar

Compartilhar:
    Publicidade