Americano é interrogado por estar usando o Google Glass no cinema

Suspeito de estar pirateando filme, homem foi questionado por agentes do Departamento de Segurança Nacional

Sergey Brin, cofundador do Google, e o Google Glass: óculos no centro de polêmica. Foto:Divulgação
Sergey Brin, cofundador do Google, e o Google Glass: óculos no centro de polêmica. Foto:Divulgação

O Google Glass, óculos inteligentes do Google, ainda não chegou ao mercado e é usado apenas por cerca de 30 mil cadastrados no programa de testes da empresa. Mas as polêmicas em torno do uso do aparelho não param de surgir.

Após o caso de uma mulher que quase foi multada por usar o Google Glass ao dirigir, surge a história de um americano que teve problemas ao usar o produto no cinema. O homem, que preferiu não se identificar, foi submetido a quase duas horas de interrogatório após ser acusado de piratear um filme.

A história foi confirmada pelo Departamento de Segurança Nacional dos EUA, que enviou um comunicado ao site Gadgeteer, onde a história foi originalmente publicada. A rede de cinemas AMC também confirmou o caso ao Business Insider.

No último final de semana, o homem foi assistir a um filme na cidade de Columbus, Ohio. Como estava usando o Google Glass, fiscais do cinema suspeitaram que ele estivesse usando os óculos para gravar o filme. Os fiscais contactaram a MPAA (Motion Pictures Association of America) que, por sua vez, contactou o Departamento de Segurança Nacional.

Cerca de uma hora após o início do filme, agentes federais retiraram o suspeito do cinema e o separaram de sua esposa. Durante mais de uma hora, ele foi interrogado pelos agentes. Ele tentou explicar que o Google Glass era adaptado para ser usado em conjunto com um óculos comum, uma necessidade devido a seu problema de visão. Mas a história não convenceu os agentes.

O caso só foi resolvido depois que o conteúdo do Google Glass foi transferido para um laptop. Os agentes federais constataram que não havia nenhum conteúdo ilegal e o suspeito foi liberado.

Em comunicado, a rede de cinemas AMC reconhece que o Google Glass é um avanço importante, mas argumenta que o uso desse tipo de aparelho dentro de um cinema não é apropriado.

Fonte:IG

Compartilhar: