Americanos fabricam skates com redes de pesca retiradas do oceano

Durante este período de investigação, eles se depararam com um material altamente resistente e ideal para a fabricação de skates muito duráveis: as redes de pesca

trhu6yu67ui4u4u

O plástico presente nos oceanos é um enorme problema ambiental. No entanto, existem pessoas empenhadas em reduzir esse impacto. O CicloVivo já mostrou a marca belga que recolhe este material para fabricar embalagens e agora mostra um skate fabricado com redes de pesca reaproveitadas.

O trabalho é idealizado por três jovens engenheiros norte-americanos. Bem Kneppers, David Stover e Kevin Ahearn são os responsáveis pela criação do Bureo, um shape totalmente sustentável com uma conexão profunda com o oceano, conforme apresentado no site do projeto.

Para tornar a ideia realidade, os três contaram com um amplo trabalho de pesquisa sobre os resíduos plásticos presentes no oceano. Durante este período de investigação, eles se depararam com um material altamente resistente e ideal para a fabricação de skates muito duráveis: as redes de pesca.

O local escolhido por eles para fazer o projeto acontecer foi o Chile e os trabalhos tiveram início há um ano. Lá eles coletam as redes de pesca, ajudando as comunidades de pescadores locais a gerarem mais renda, e também fazem a manufatura deste resíduo até se tornarem a prancha usada no skate. De acordo com o site da marca, em cada shape são reaproveitados nove metros de rede.

Os resíduos retirados do mar são direcionadas a uma fábrica, onde são triturados e transformados em placas moldadas de acordo com a escolha dos engenheiros. Para tornar ainda mais visível a relação deste skate com o mar, os shapes são desenhados em formado do peixe e as “escamas” ajudam a elevar a aderência.

As rodinhas não são fabricadas com o mesmo material, mas também são sustentáveis e pintadas à mão. Ao comprar um desses skates, o cliente tem a opção de escolher a cor do jogo de rodas e também a cor da pintura do skate, ambos totalmente artesanais.

 

Fonte: Ciclo Vivo

Compartilhar: