Anvisa decide suspender, desta vez, lote do antidepressivo Imipra

De acordo com a agência, foram obtidos resultados insatisfatórios no teste de teor de princípio ativo do medicamento

remedio-medicamento-comprimido-pilula-size-598

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta segunda-feira a distribuição, comercialização e uso em todo o território nacional do lote 12096555 do medicamento Imipra 25 mg (cloridrato de imipramina), com apresentação de 200 comprimidos. Fabricado pela empresa Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda., localizada em São Paulo, o Imipra é utilizado para tratar depressão e distúrbios de humor.

A decisão foi anunciada por meio de resolução publicada no Diário Oficial da União. A Anvisa explica que foram obtidos resultados insatisfatórios no teste de teor de princípio ativo e a empresa terá de recolher do mercado o estoque existente, que tem validade até setembro de 2015.

Em comunicado, a empresa declarou que, em 9 de junho, informou à Anvisa que iria recolher do mercado, de forma voluntária e preventiva, o lote 12096555 porque ele apresentou resultados acima do especificado para o teste de teor de princípio ativo. O fabricante ressalta ainda que a apresentação com 200 comprimidos está disponível apenas para uso hospitalar, não sendo distribuída para farmácias e drogarias, e que o medicamento foi distribuído a um número limitado de instituições de saúde.

A equipe do laboratório informou que tem trabalhado na troca de qualquer possível estoque remanescente e o eventual consumo do medicamento não ocasiona efeitos colaterais indesejáveis além dos previstos em bula, bem como não causa risco à saúde dos pacientes.

(Com Estadão Conteúdo)

Compartilhar: