Prefeitura confirma a realização da Fifa Fan Fest na Praia do Forte

Evento seria realizado no Centro de Convenções, mas sem apoio do Governo, local foi alterado novamente

Fanfest-Local-JA

Diego Hervani

diegohervani@gmail.com

Depois de ter anunciado a realização da Fifa Fan Fest no Centro de Convenções, a Prefeitura do Natal confirmou, durante coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (25), que a festa voltará a ser na Praia do Forte, local escolhido inicialmente para sediar o evento. O motivo para o retorno à Praia do Forte foi a falta de apoio do Governo do Estado ao Fifa Fan Fest em Natal, que terá um custo total de R$ 4 milhões.

Segundo o prefeito Carlos Eduardo, a capital potiguar irá aproveitar todas as oportunidades para projetar Natal mundialmente durante a competição. “Durante a Copa do Mundo, os olhos de todo o mundo estarão voltados para as cidades-sedes. Receberemos turistas de todo o mundo e não poderíamos deixar de organizar a Fan Fest, que é um evento complementar à Copa do Mundo”, destacou o chefe do Executivo Municipal.

Na Copa, telões serão instalados na Praia do Forte e transmitirão todas as partidas do Mundial, mesmo aquelas que não estejam sendo disputadas em Natal ou que sejam do Brasil. Além disso, 53 atrações locais e outras seis nacionais (Margareth Menezes, Marina Elali, Araketu, Olodum, Zé Ramalho e Spok Frevo Orquestra) estarão fazendo shows no local, onde são esperadas mais de 20 mil pessoas por dia. “Nos baseamos muito no telão que colocamos no Ginásio Nélio Dias, durante a Copa das Confederações. Mais de 20 mil pessoas estiveram no local nos dias de jogos do Brasil”, explicou Carlos Eduardo, que adiantou que, mesmo sem o apoio do Estado, irá pedir para o Governo suporte para a segurança e saúde na Fan Fest.

“Infelizmente a parceria com o Governo para a realização da Fan Fest acabou não acontecendo por uma série de motivos. Então, a Prefeitura decidiu seguir a ‘carreira solo’ e assumir toda a realização do evento. Mesmo assim, o Governo terá uma participação importante na festa e vamos pedir para que o Governo seja o responsável pela segurança e saúde durante a Fan Fest”.

O prefeito afirmou que Natal pensou seriamente em não promover a Fan Fest pelo alto custo inicial do evento, que estava orçado em R$ 30 milhões. Agora, com um valor fechado em R$ 4 milhões, o município corre atrás de parceiros para ‘dividir’ os gastos. “O valor de R$ 30 milhões foi no início. Fizemos várias reuniões com a Fifa e fomos diminuindo esse valor. Chegamos a marca de R$ 12 milhões, mas ainda não estava bom. Nos últimos dias conseguimos fechar nos R$ 4 milhões. Porém, só vamos realizar esse evento por termos a certeza que vamos conseguir parceiros que irão investir na Fifa Fan Fest e assim diminuir o valor que a Prefeitura irá gastar”.

Natal sem ‘medo’ da Fifa

Na semana passada, a cidade de Recife, que também é sede da Copa do Mundo, informou que não iria promover a Fifa Fan Fest, pois o evento iria sair muito caro para os cofres públicos. Sabendo disso, o diretor de marketing da Fifa, Thierry Weil, deu uma declaração de que poderia punir as cidades que não realizassem a Fan Fest. “É uma obrigação das cidades-sedes realizar a Fan Fest. Está no contrato e há problemas legais caso não seja feita. Não decidimos o que podemos fazer porque ainda não aconteceu isso e espero que todas as cidades tenham a festa”, frisou.

Segundo o prefeito Carlos Eduardo, Natal não levou a ‘ameaça’ em consideração para fazer a Fan Fest. “Isso não nos preocupa. Como disse, estamos fazendo a Fan Fest para promover Natal para todo o mundo. Outro dia conversei com um representante de Camarões [que enfrenta o México no dia 13 de junho, em Natal] e ele me perguntou sobre a Fan Fest, falando da importância do evento para a Copa e de como os camaroneses se divertiam na festa. Então, a Fan Fest é muito importante para a Copa”.

Compartilhar:
    Publicidade