Apelido foi o motivo do disparo que matou menino de 5 anos

Polícia identifica autores do disparo que estão foragido

Roberto Teixeira de Jesus, 27 anos, está foragido e acusado de causar morte de menino de cinco anos. Foto: Divulgação / PCDF
Roberto Teixeira de Jesus, 27 anos, está foragido e acusado de causar morte de menino de cinco anos. Foto: Divulgação / PCDF

A Polícia Civil identificou os dois responsáveis pelo disparo que matou o menino Pedro Henrique, de 5 anos, no domingo (3), na Estrutural (DF). Ele foi atingido na cabeça e morreu no Hospital de Base após ter sido socorrido. De acordo com o delegado Flávio Messina, o motivo do crime foi uma desavença entre um adolescente de 17 anos e um homem. A briga começou por causa de um apelido.

Roberto Teixeira de Jesus, 27 anos, cumpriu pena após abusar sexualmente de um garoto de 17 anos com problemas mentais. Desde que deixou a cadeia, onde passou sete meses, o Teixeira passou a ser chamado de “Jack”, em referência ao personagem sanguinário do cinema. Irritado com o apelido, ele comprou uma arma com a intenção de se vingar de quem o chamasse de “Jack”.

No final de semana, um morador da Estrutural o chamou pelo apelido. Ele se irritou e atirou para cima. O morador correu para casa e comentou o fato com o irmão, de 17 anos. O menor pegou uma arma e disse que iria lá para tirar satisfações com o Teixeira. Eles discutiram e ambos sacaram as armas e atiraram.  Um dos diversos disparos atravessou a cabeça de Pedro Henrique que brincava no local.

Os dois homens são considerados foragidos. O delegado informou que a perícia ainda não pode afirmar de qual arma partiu o disparo que atingiu a criança. Pois o projétil atravessou o crânio e caiu no chão, se misturando com os outros. O enterro de Pedro Henrique aconteceu às 11 horas desta terça-feira (4).

 

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade