Após concorrência acirrada, América perde briga pelo meia Régis

Jogador está sendo pretendido pelo Flamengo, Cruzeiro e Inter (RS)

Meia foi determinante na reação do time na Série B. Foto: Divulgação
Meia foi determinante na reação do time na Série B. Foto: Divulgação

O sonho alvirrubro de manter o meia Régis para a próxima temporada ficou praticamente impossível depois que três grandes clubes brasileiros entraram na briga por sua contratação. De acordo com o gerente de futebol do América, Carlos Moura Dourado, o clube até vinha tentando a permanência do camisa 10 junto à diretoria do São Paulo, agremiação detentora dos direitos federativos do jogador, mas com o interesse do Internacional, Cruzeiro e até do Flamengo, a negociação ficou inviável.

“Régis valorizou muito depois que veio para o América, a Série B é uma grande vitrine, e a prova disso são as propostas de vários clubes por ele, e fica praticamente impossível você lutar com a força econômica do Inter, do Cruzeiro e do Flamengo, clubes de Série A e que estão brigando por sua contratação”, explicou Moura. De acordo com o dirigente, o América já começou a procurar por outros nomes, mas que por medida de segurança, só revelará a identidade do atleta depois do contrato assinado.

“A concorrência no mercado do futebol é muito grande e antecipar um nome pode acabar prejudicando a negociação em todos os sentidos, como alguém sair na frente e contratá-lo ou preço do salário dobrar, pois as vezes o jogador está até esquecido, mas quando o seu nome é ventilado, uma série de propostas começa a aparecer, inflacionando o negócio”, explica o experiente gerente de futebol. Por enquanto, a única contratação confirmada nesta semana é a do atacante Rafinha, que vem sob empréstimo do São Paulo.

Compartilhar: