Após desaparecimento, homem confessa ter matado mulher

Discussão por causa da guarda do filho dele com outra mulher teria motivado o crime

Jaqueline e Melo estavam casados havia um ano e meio. Foto:Divulgação
Jaqueline e Melo estavam casados havia um ano e meio. Foto:Divulgação

Um vídeo gravado pela Polícia Civil mostra a confissão de Eliezer da Silva Melo, de 31 anos, sobre o paradeiro da mulher, desaparecida há cerca de um mês. De maneira fria, ele relata ter enforcado Jaqueline Macedo da Cunha, de 22 anos, e atirado o corpo em uma represa.

Inicialmente, Melo falou à família da vítima que ela teria fugido em uma moto com o amante, mas há algumas semanas a polícia vem reunindo provas de que o marido tem relação com o crime.

Já detido, ele contou que os dois tiveram uma discussão motivada pela disputa pela guarda do filho que ele tem com outra mulher. Melo afirma que Jaqueline teria ameaçado matar o menino caso ele fosse morar com o casal, o que o teria feito “perder a cabeça”

“Aí eu perdi a cabeça e fiz isso. Estrangulei com a mão, com o braço, e joguei ela lá [na represa]. Não certifiquei se estava morta ou não, joguei num impulso e fui embora”.

Para a mãe da jovem, Helena Cunha, que assistiu à confissão, o homem mentiu ao falar sobre as ameaças. Segundo ela, Jaqueline adorava o filho de Melo.

“Mentiroso, hipócrita. Ela adorava crianças, tinha muito amor por crianças e pelo filho dele [...] Ele tentou distorcer a imagem dela com várias palavras. Para mim, ele não passa de um lixo. Ele merece prisão perpétua, merece morrer na cadeia, sofrer na cadeia”.

Fonte:R7

Compartilhar: