Após morte de bebê, mãe quebra unidade de saúde, agride enfermeira e é presa

Mulher acusa ambulatório de negligência; criança recebeu alta e morreu em outro hospital

 Ela exigiu o prontuário do menino, mas o acesso foi negado. Foto:Divulgação
Ela exigiu o prontuário do menino, mas o acesso foi negado. Foto:Divulgação

Uma mãe foi parar na cadeia após quebrar objetos dentro de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) e agredira uma enfermeira, na zona leste de São Paulo, nesta terça-feira (25). Ela acusa os funcionários do local de negligência em um atendimento ao filho dela, de um mês, que morreu no dia seguinte, em um hospital.

Na sexta-feira (21), ela foi à UBS Jardim Três Marias após perceber que a criança não esboçava reações. O bebê recebeu alta depois de ser examinado pelo pediatra, que disse que ele não tinha qualquer problema.

Segundo a família, no dia seguinte o menino ainda não estava bem a mãe levou-lhe ao pronto-socorro de Ermelino Matarazzo. A criança deu entrada na UTI (Unidade de Terapia Intenstiva), com um quadro de infecção e morreu horas depois.

Nesta tarde, a mãe teria retornado a UBS para falar sobre o que aconteceu com o filho. Ela exigiu o prontuário do menino, mas o acesso foi negado. Diante da recusa, a mulher se exaltou, quebrou um computador e uma televisão e também agrediu uma enfermeira, de acordo com a polícia.

Ela foi levada pela PM ao 24º Distrito Policial (Ponte Rasa). Por volta das 18h, a mãe ainda estava sendo ouvida pelo delegado. A reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde e aguarda um posicionamento da pasta sobre o caso.

Fonte:R7

Compartilhar:
    Publicidade