Após morte do filho, pai e madrasta de Bernardo torram mil reais em festa

Casal teria gastado cerca de R$ 1.000 em uma noite de sábado

Leandro e Graciele estão presos desde segunda-feira. Foto: Divulgação
Leandro e Graciele estão presos desde segunda-feira. Foto: Divulgação

Antes de procurar a delegacia para registrar o desaparecimento do filho, o médico Leandro Boldrini e a mulher dele Graciele Boldrini foram a uma festa, no sábado (5). Segundo o pai, Bernardo, de 11 anos, saiu de casa no dia anterior e disse que iria para um colega, mas não retornou.

Na festa, chamada Noite do Black, o casal teria gastado cerca de R$ 1.000 entre convites e bebidas, principalmente espumantes. Eles passaram a noite no local.

Apenas no domingo (6), que o cirurgião foi à delegacia comunicar o desaparecimento do menino. Uma semana depois, o corpo de Bernardo foi encontrado em outra cidade. No dia seguinte, o casal e uma amiga deles foram presos, suspeitos do crime. A amiga confessou participação e disse que ajudou Graciele.

Fonte: R7

Compartilhar: