Após pressão de caravaneiros, governo abrirá agenda de negociações

O Rio Grande do Norte esteve representado na atividade com 49 caravaneiros que viajaram de ônibus, no sistema "bate e volta" enfrentando cinco dias de estrada

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Semana passada, mais de 1500 caravaneiros estiveram em Brasília para participar da Marcha dos técnico-administrativos em Educação em greve e realizaram vigília em frente ao Ministério da Educação, na tarde de terça-feira (06). O Rio Grande do Norte esteve representado na atividade com 49 caravaneiros que viajaram de ônibus, no sistema “bate e volta” enfrentando cinco dias de estrada.

Ao som de matracas, com faixas, cartazes e com palavras de ordem os manifestantes das entidades de base da FASUBRA Sindical, do SINASEFE e do ANDES – SN fizeram falas exigindo que o ministro da Educação, José Henrique Paim, recebesse uma representação dos trabalhadores, mas o MEC negou, mantendo assim a postura intransigente que tem adotando desde o início da greve.

Porém, após o bloqueio das entradas de acesso do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) pelos grevistas da base da FASUBRA Sindical, o Governo Federal recebeu, na manhã de quarta-feira (7), uma representação da FASUBRA e do SINASEFE, à qual admitiu a possibilidade de negociar com os grevistas.

A representação foi recebida pelo Secretário de Relações de Trabalho do MPOG, Sérgio Mendonça, acompanhado pelo Secretário de Ensino Superior do MEC, Paulo Speller, e assessores. A FASUBRA Sindical lembrou que as categorias já haviam comunicado ao governo sua pauta de reivindicações e questionaram o Secretário sobre a disposição do governo em negociar.

A resposta do representante do MPOG foi de que, até aquele momento, não há por parte do governo nenhuma nova proposta ou nenhuma mudança em relação à posição quanto às reivindicações da pauta. No entanto, assumiu o compromisso de que rá consultar as instâncias superiores para discutir a abertura de negociações e, num prazo de até 15 dias, ou seja, até 22 de maio, apresentar uma resposta à categoria.

Definidas as atividades de greve para esta semana, no período de 12/05 a 16/05.  Confira!

Dia 12/05, segunda-feira
8h às 16h - Acampamento em frente a Biblioteca Zila Mamede
Dia 13/05, terça-feira
9h - Pedágio e Ato Público com panfletagem na Praça Gentil Ferreira no Alecrim
14h - Pedágio e Ato Público com Panfletagem no calçadão da rua João Pessoa, na Cidade Alta
Dia 14/05, quarta-feira
8h - Ato Público conjunto no CERES de Caicó
8h  30min - Assembleia Geral na reitoria das UFRN
14h - Reunião do CLG no auditório do SINTEST
 
Dia 15/05, quinta-feira
8h 30min - Assembleia na UFERSA em Mossoró
9h - Audiência Pública na CMN sobre: “Dia Nacional de Luta Contra as Injustiças da Copa”
14h - Formação Política e Sindical no auditório do SINTEST
 
Dia 16/05, sexta-feira
9h - Pedágio e Ato Público no semáforo em Frente a antiga Faculdade de Odontologia da UFRN, no cruzamento da Av. Salgado Filho.
14h - Reunião do CLG no auditório do SINTEST.
Compartilhar: