Após revelar desejo por morte, Lana Del Rey culpa jornalista

Cantora diz ter se arrependido de ter confiado em repórter do jornal 'The Guardian'

485875199

Lana Del Rey surpreendeu o mundo da música quando, na semana passada, revelou que gostaria de estar morta. Agora, incomodada com a repercussão das declrações, a cantora tentou se explicar. As informações são do site NME.

De acordo com a publicação, Lana utilizou o Twitter para dizer que havia se arrependido de ter confiado no repórter que a entrevistou e no jornal inglês The Guardian. “Eu me arrependo de ter confiado no The Guardian. Não queria fazer a entrevista, mas o jornalista foi persistente. Ele estava disfarçado de fã mas escondia ambições e ângulos sinistros. Talvez ele seja apenas um entediado procurando algo interessante para escrever sobre. Suas perguntas sobre morte foram totalmente calculadas”.

O jornalista em questão, Tim Jonze, utilizou seu blog no Guardian para responder. “Não é agradável perguntar para uma estrela pop se ela acha a ideia de morrer cedo atraente. É uma questão sinistra, mas não é a principal. Ela teve todas as oportunidades de dizer não”, escrever Jonze.

Ao abrir seu coração sobre seus ídolos, Kurt Colbain e Amy Winehouse, Lana Del Rey disse, em entrevista no último dia 13, que gostaria de já estar morta. “Eu gostaria (de estar morta)! Eu não quero ter que continuar fazendo isso. Mas estou fazendo. É como eu me sinto. Se não fosse assim, eu diria. Ficaria assustada se soubesse que (a morte) estava chegando, mas…”, revelou.

Compartilhar: