Após ser hostilizada, Xuxa alfineta deputado: “Momento de fama”

Apresentadora escreveu sobre o fato nas redes sociais

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Xuxa usou sua página no Facebook na noite dessa quinta-feira para escrever sobre os comentários do deputado evangélico Padre Eurico (PSB-PE), que criticou a apresentadora ao dizer que ela cometeu uma violência quando protagonizou um filme adulto, o “Amor Estranho Amor”, de 1982.

O fato ocorreu na Comissão de Constituição da Câmara, em Brasília, que contou com a presença de Xuxa, defensora da Lei da Palmada, que proíbe a aplicação de castigos físicos para crianças e adolescentes.

Após o ocorrido, fãs saíram em defesa da loira, que resolveu agradecer ao carinho, mas pediu para que eles respeitassem os evangélicos, por causa de sua mãe, Alda:

“Gente, estava lendo o desabafo e a opinião de vocês sobre o acontecido no Congresso, por favor, não culpem os evangélicos, minha mãe é evangélica e me ensinou que nem Jesus Cristo agradou todo mundo, por que eu iria? Sei que minha mãe ficou muito triste com esse senhor. Mas ele já teve o seu momento de fama, não vamos dar mais força a ele”, começou ela.

“Mais uma vez obrigada pelas lindas palavras de carinho e respeito com meu trabalho, vou precisar de vocês, e muito, e sei que vou poder contar sempre, vejo isso lendo cada palavra de amor de você por mim, obrigada”, desabafou Xuxa na rede social.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade