Apreensão e preocupação

A demora dos líderes do PMDB na definição e divulgação do nome do partido que disputará o Governo do Estado…

A demora dos líderes do PMDB na definição e divulgação do nome do partido que disputará o Governo do Estado nas eleições deste ano está causando apreensões entre filiados e simpatizantes do partido em todo o Estado. Deputados, prefeitos e vereadores estão preocupados, principalmente pela exiguidade do tempo para o partido organizar-se e entrar pra valer numa campanha que no momento apresenta-se tranquila, mas poderá complicar a vida dos peemedebistas no decorrer da campanha. Especialistas afirmam que não existe eleição fácil e que todo o cuidado é pouco com o adversário, seja ele qual for, principalmente se esse também concorrente for detentor do Poder.    Reuniões estão sendo feitas, encontros marcados, alianças sugeridas, mas o principal o PMDB ainda não tem. O candidato. Na última quinta-feira o partido realizou mais uma reunião, entretanto, nada ficou decidido definitivamente sobre o candidato e a incerteza continua. É Fernando Bezerra, Henrique Eduardo, Garibaldi Filho ou Walter Alves o candidato a governador?  São questionamentos que estão na cabeça dos peemedebistas.  A continuar o impasse, fala-se até que o PMDB poderia até apoiar um nome de outro partido. E a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria seria a eleita. Será?

 

Candidatura confirmada
Álvaro Dias está articulando seu retorno à Assembleia Legislativa a partir de 2015. Ex-presidente da Casa, Álvaro conta com o apoio do prefeito de Caicó, Roberto Germano que é sem dúvida um grande reforço, além de outras lideranças como vice-prefeitos, ex-prefeitos e vereadores.  Ele está visitando municípios da região do Seridó, Natal e Grande Natal onde sempre foi bem votado e tem importante trabalho social. Álvaro Dias é filiado do PMDB, partido presidido no Estado pelo deputado Henrique Eduardo que tem como principal liderança político-eleitoral o senador-ministro Garibaldi Filho.

Visita presidencial

A presidenta Dilma Rousseff deverá vir ao Rio Grande do Norte no próximo mês de maio visitar o Perímetro Irrigado da Chapada do Apodi a convite do deputado Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara Federal. Candidata à reeleição este ano, a petista desenvolve uma extensa programação de visitas a Estados Brasileiros, inaugurando obras e tentando melhorar os índices de aprovação popular.

Acordos sempre existiram

Dois ícones do jornalismo do Rio Grande do Norte, os escritores João Batista Machado e Ticiano Duarte foram perfeitos nas observações sobre o que alguns desavisados que se consideram “gênios” e “donos da verdade” chamam pejorativamente de “acordão”. Explicam que acordos e entendimentos políticos são normais na política e no processo democrático. E que no Rio Grande do Norte isso sempre existiu sem causar nenhum prejuízo à população.

- O secretário-chefe do Gabinete Civil da Prefeitura de Natal, Sávio Hackradt examina a possibilidade de ser candidato nas eleições deste ano. Poderá disputar uma vaga na Assembleia Legislativa ou na Câmara Federal. Sávio é atualmente o auxiliar mais próximo do prefeito Carlos Eduardo. E com prestígio, também.

- O vereador Luiz Almir, do PV, está preparando o terno para assumir o mandato de deputado estadual em substituição a Gilson Moura que deverá ser cassado pela justiça pelo envolvimento no caso “Pecado Capital”. Nos bastidores da política a informação é de que a posse do seresteiro-brega será nesse primeiro trimestre.

- O deputado Getúlio Rêgo ficou surpreso com as declarações do professor Diego Fernandes chamando Pau dos Ferros de “cabaré”. Entende que o professor foi infeliz e deve ser punido por quem de direito. Getúlio é bastante identificado com o município e com a região onde tem atuação política e desenvolve trabalho social há vários anos.

- O novo bloco parlamentar que está em formação na Câmara Municipal de Natal poderá chegar a 13 vereadores de partidos diferentes. Entre eles, Amanda Gurgel, do PSTU e Marcos Antonio, ambos do Psol. Os demais que confirmaram participação são Paulinho Freire e Rafael Motta (PROS), Fernando Lucena e Hugo Manso (PT), Eleika Bezerra (PSDC), Maurício Gurgel (PHS) e Sandro Pimentel (Psol).

- O título do comentário da coluna “Mal Educação” da última segunda-feira, de responsabilidade do interino, saiu escrito errado. O correto é “Má Educação”, segundo adverte o professor, odontólogo e jornalista, Ruy Medeiros, caicoense legítimo. A regra é básica. O contrário de bem é mal e o contrário de bom é mau.

- Para refletir: “O pior sobre a Copa do Mundo é a desinformação. É da desinformação que se alimenta um festival de besteiras que são ditas contra a Copa”. (Antonio Lassance)

Compartilhar: