Arena Corinthians segue com cadeiras fantasmas em seu segundo jogo

Na abertura do Mundial, torcedores sentaram no chão por não haver assentos; na partida entre Uruguai e Inglaterra não havia nem cadeira nem espaço destinados a certos ingressos

Entrada para jogo entre Uruguai e Inglaterra, na Arena Corinthians, cujo assento referente não existia. Foto: Divulgação
Entrada para jogo entre Uruguai e Inglaterra, na Arena Corinthians, cujo assento referente não existia. Foto: Divulgação

Os torcedores que forem assistir aos próximos jogos na Arena Corinthians e tiverem ingressos que indiquem a entrada oeste do estádio pelo portão Q, para se chegar ao assento 14 situado na fileira A do bloco 633, serão surpreendidos: o lugar não existe. Foi o que aconteceu na quinta-feira com o veterinário Rudenes Flumian, de 57 anos, que veio de Tupi Paulista, interior de São Paulo, para ver Uruguai x Inglaterra, o primeiro jogo de Copa do Mundo de sua vida.

“Eu já estava achando estranho o fato de ter comprado um bilhete para a segunda melhor categoria e o lugar ficar na instalação provisória, mais longe do campo, até ficar sabendo que minha cadeira simplesmente não existia’’, disse. Os ingressos da categoria 2, a segunda mais cara, custam R$ 270 em jogos da primeira fase, com exceção da partida de abertura, e, segundo o site da Fifa, “os assentos dessa categoria geralmente estão localizados entre as arquibancadas centrais e as arquibancadas situadas atrás do gol”.

Rudenes procurou os responsáveis pela organização, que estavam espalhados e em bom número, e esperou cerca de dez minutos para ser realocado na mesma parte do estádio, ao lado de torcedores que pagaram de R$ 60 (categoria 4) a R$ 180 (categoria 3) para ver o jogo.

Por meio de sua assessoria, a Fifa atribuiu a falha das cadeiras inexistentes – que a reportagem já havia relatado na partida de abertura do Mundial, em que torcedores pagaram US$ 495 (R$ 1.089) em um dos setores mais nobres do mesmo estádio e tiveram que se acomodar no chão – ao atraso na entrega da arena, que fez com que os planos de assento de alguns setores não correspondessem aos lugares estabelecidos na prática. A entidade aconselha os torcedores a chegarem cedo e a procurar pelas equipes que trabalham solucionando esse tipo de problema.

Quanto à relação entre os preços dos ingressos e os lugares aos quais se referem, a assessoria afirmou que a disposição das cadeiras está bem explicada no site da Fifa para o torcedor na hora da compra, e que a ideia de melhor ponto para se assistir a um jogo é relativa.

A Arena Corinthians ainda será palco dos confrontos entre Holanda e Chile, e Bélgica e Coreia do Sul pela fase de grupos, de um jogo das oitavas-de-final e de uma das semifinais. O veterinário, que tem ingresso para mais três desses duelos, só espera por um lugar onde possa se sentar.

Fonte: IG

Compartilhar:
    Publicidade