Arena das Dunas está pronto, mas Semsur ainda não expediu alvará

Estádio receberá a presidente Dilma na quarta

Obra está 100% concluída e será inaugurado, oficialmente, na próxima quarta-feira pela governadora Rosalba Ciarlini. Foto: Canindé Soares
Obra está 100% concluída e será inaugurado, oficialmente, na próxima quarta-feira pela governadora Rosalba Ciarlini. Foto: Canindé Soares

Faltando apenas dois dias para a inauguração oficial do Arena das Dunas, ainda não há um posicionamento efetivo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) sobre a liberação do Habite-se para o estádio, que está 100% pronto depois de quase 30 meses de obras ininterruptas. O documento a ser emitido pela Prefeitura comprova que a obra está dentro da legislação e permite a liberação para uso.

Na última sexta-feira (17), o Ministério Público fez uma recomendação à Semurb para não liberar o alvará de Habite-se do estádio enquanto não for comprovado o integral cumprimento das normas de acessibilidade. Como no dia da inauguração oficial não haverá uso total do estádio, especula-se que o documento seja emitido até o domingo (26), quando a Arena estará efetivamente funcionando e será aberta ao público. Na ocasião, América e Confiança vão se enfrentar pela Copa do Nordeste, e ABC e Alecrim, pelo campeonato potiguar.

Tanto o titular da Semurb,  Marcelo Toscano, quanto os responsáveis pelo serviço de engenharia do Corpo de Bombeiros foram procurados, mas não estavam disponíveis para esclarecimentos.

Neste fim de semana foram realizados os últimos ajustes para a cerimônia de abertura que será realizada na próxima quarta-feira (22), a partir das 16h, com a presença da Presidenta Dilma Rousseff e do secretário-geral da Fifa, Jêrome Valcke. A cerimônia será fechada para convidados e imprensa.

Cerca de 4,5 mil operários trabalharam na construção da estrutura, que terá 42 mil lugares, 21 acessos, 38 camarotes, sala de conferência, sala de mídia, dois lounges VIP e 29 bares/restaurantes. Também foram entregues ambulatórios, academias de ginástica, praça externa de 22 mil m² com piso intertravado para resistir a grandes concentrações de público durante os shows externos, auditório para 250 pessoas, escritórios e áreas comerciais, além de mais de 2 mil vagas de estacionamento. O campo possui medidas de 105 m x 68 m e a cobertura é formada por 20 pétalas, que simulam as dunas potiguares.

O Arena das Dunas sediará quatro jogos da Copa do Mundo. México e Camarões será realizado no dia 13 de junho, Gana e Estados Unidos, no dia 16 de junho, Grécia e Japão, dia 199 de junho, e Uruguai e Itália, no dia 24 de junho, válidos pela fase de grupos do Mundial.

PROTESTO

Diversos sindicatos pretendem fazer muito barulho na inauguração do Arena da Dunas. Com o lema ‘Da Copa eu abro mão, queremos mais dinheiro pra saúde, segurança e educação’, o ato terá início às 14h, no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, onde os manifestantes sairão em passeata até o estádio.

A mobilização é contras os gastos na construção do Arena das Dunas e exigirá a saída da governadora Rosalba Ciarlini. O protesto foi decidido após  reunião com sindicatos dos servidores da saúde, policiais civis, servidores estaduais, funcionários da UFRN, guardas municipais, estudantes e professores de São Gonçalo do Amarante.

O Sindicato dos Bancários, as centrais CSP/Conlutas e Intersindical e a Anel (Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre) também participarão do ato.

Compartilhar: