Argélia segura a Rússia e vai às oitavas de final pela primeira vez

Equipe africana corrige injustiça história e se garante no mata-mata, o que não ocorreu na Copa de 1982 devido a um jogo bastante contestado entre Alemanha Ocidental e Áustria

Argélia fez história e está nas oitavas de final da Copa. Foto: Divulgação
Argélia fez história e está nas oitavas de final da Copa. Foto: Divulgação

O empate por 1 a 1 entre Argélia e Rússia, na Arena da Baixada, corrige uma injustiça histórica. Primeira seleção africana a vencer um europeu em Copas do Mundo, 2 a 1 na Alemanha Ocidental em 1982, a Argélia se classificou nesta quinta-feira pela primeira vez para as oitavas de final.

A vaga só é inédita devido a um resultado historicamente contestado. Na rodada final do grupo B da Copa de 1982, os alemães ocidentais venceram a Áustria por 1 a 0, placar que serviu aos dois times e eliminou os africanos. Pois nesta quinta-feira, 32 anos depois, não houve marmelada capaz de impedir a classificação dos argelinos.

E agora, nas oitavas de final, não custa sonhar com a vingança completa diante da mesma Alemanha. Afinal, os alemães são os próximos adversários dos argelinos, no dia 30 de junho, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Ataque russo

A Rússia, forçada a vencer para se classificar, foi ao ataque no início do jogo, como já havia prometido o treinador Fabio Capello. Já a Argélia, a quem o empate interessava, aceitou o jogo russo e foi encurralada a na defesa. Assim, a primeira etapa da partida foi toda dominada pela seleção da Europa.

Enquanto tinha o jogo sob seu controle, a Rússia não chegou a criar muitas oportunidades, mas aproveitou a melhor delas, logo aos 6 minutos. Kombarov recebeu passe na esquerda e cruzou com precisão na cabeça de Kokorin, que subiu livre e acertou o ângulo direito de M’Bolh.

Argélia ataca pelo alto

O gol relâmpago satisfez os russos, que aos poucos foram recuando e dando espaço ao adversário. Assustada no início, a Argélia aos poucos se soltou e tomou o controle do jogo. Como não havia espaço para atacar, a alternativa era jogar pelo alto, o que deu certo.

No primeiro tempo, a Argélia levou perigo duas vezes em jogadas altas. Na primeira, Slimani cabeceou impedido, e na segunda repetiu a dose, agora em posição regular, para defesa firme do goleiro Akinfeev.

Embora movimentado, o jogo manteve o panorama, com cruzamento de um lado e chutões do outro. Até que surgiu o gol argelino, premiando a insistência da equipe. E, claro, ele saiu pelo alto. Brahimi cobrou falta para dentro da área, Akinfeev saiu errado e Slimani, de cabeça, empatou o jogo.

Sem forças para reagir

A Rússia, que havia chegado à Copa do Mundo com uma invencibilidade de dez jogos, deixou evidente suas fragilidades depois de sofrer o gol. Como nos dois jogos anteriores, diante de Coreia do Sul e Bélgica, a equipe europeia sequer conseguiu pressionar a Argélia, apesar da ligeira vantagem na posse de bola. O resultado, ao final, fez justiça aos argelinos, com justiça classificados para as oitavas de final.

FICHA TÉCNICA – ARGÉLIA 1 X 1 RÚSSIA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 26 de junho de 2014 (quinta-feira)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Cuneyt Cakir (Turquia)
Auxiliares: Bahattin Duran e Tarik Ongun (ambos da Turquia)
Cartões amarelos: Mesbah (Argélia); Kozlov, Kombarov (Rússia)
Gols:
ARGÉLIA: Slimani, aos 15 minutos do segundo tempo
RÚSSIA: Kokorin, aos 6 minutos do primeiro tempo

ARGÉLIA: M’bolhi; Mandi, Bouguerra, Halliche e Mesbah; Medjani, Bentaleb, Feghouli, Brahimi (Yebda) e Djabou (Ghilas); Slimani (Soudani).
Técnico: Vahid Halilhodzic

RÚSSIA: Akinfeev; Kozlov, Berezutskiy, Ignashevich e Kombarov; Gushakov (Denisov), Fayzulin, Samedov, Kokorin e Shatov (Dzagoev); Kerzhakov (Kanunnikov).
Técnico: Fabio Capello

Fonte: IG

Compartilhar: