Arquidiocese de Natal e parceiros em defesa da dignidade humana

"Estamos de Olho" reúne ações contra tráfico humano e exploração sexual

To-de-olho-em-voce-HD

Ações de panfletagem e blitz educativa em diversos pontos estratégicos de Natal chamarão a atenção da sociedade e turistas de um modo geral para a conscientização do combate ao tráfico humano, às drogas e à exploração sexual. A iniciativa parte da campanha “Estamos de Olho”, idealiza pela Arquidiocese de Natal em parceria com diversas instituições governamentais e não governamentais da capital potiguar.

A campanha foi lançada na manhã desta quinta-feira (29), durante assembleia celebrativa realizada na Catedral Metropolitana de Natal, durante ‘Missa da Páscoa’, presidida pelo Arcebispo Dom Jaime Vieira. Na oportunidade, o arcebispo explicou que as cidades-sede da Copa do Mundo aproveitarão o grande evento para trabalhar campanhas em defesa da dignidade humana.

“São pequenas ações, porém bastante significativas no que diz respeito às oportunidades que surgem para aglutinar todos os grupos, entidades governamentais e não governamentais, além da sociedade civil, que se voltam para estas problemáticas tão sérias. O combate ao tráfico humano e a exploração sexual, bem como ações de enfrentamento às drogas, precisam ser difundidas na sociedade”, destacou.

Neste primeiro momento, mais de 30 instituições estarão realizando ações educativas e de conscientização dentro do contexto da Copa do Mundo. “Passaremos por dias de grande movimento na cidade, que exigem de nós uma atenção especial para esses problemas, de modo a coibir os casos. A Arquidiocese entrará como colaboradora, ajudando e servindo com orientações de cunho religioso”, explicou Dom Jaime Vieira.

A campanha “Estamos de Olho” é resultado de várias reuniões, realizadas semanalmente, com representantes da Arquidiocese de Natal e de outras instituições. As ações serão realizadas durante o período da Copa do Mundo, que se estende de 12 de junho a 13 de julho, através de panfletagem em pontos estratégicos da capital potiguar.

No dia 11 de junho, a panfletagem acontecerá no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante e na Rodoviária de Natal; no dia 15, nos principais shoppings da cidade e no Centro de Artesanato na Praia do Meio; e, no dia 22, na rotatória da Ponte Newton Navarro com a estrada da Redinha e na estrada da Praia de Pipa.

Além da Igreja Católica, participam da Campanha a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), coordenadoria estadual de direitos humanos, conselho estadual de direitos humanos, coordenadoria de defesa dos direitos da mulher e das minorias, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Estadual de Educação, SESI, Livraria Paulinas, Escola de Nossa Senhora de Fátima, Escola Nossa Senhora das Neves, Colégio Salesiano Dom Bosco, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RN), RN Vida, Secretaria Estadual de Segurança Pública e da Defesa Social, Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SEMOB), Vara da Infância e da Adolescência, Conselho de Segurança e Paz nas Escolas, Polícia Federal e Conselho Estadual da Criança e do Adolescente.

A tenente Margarida Brandão, coordenadora do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), disse que as reuniões que ocorrem semanalmente entre as entidades voluntárias está elencando os pontos da cidade que precisam de reforço no combate a tais problemáticas que são foco da campanha.

“Estamos começando com o projeto na comunidade escolar, levando ações de conscientização e orientações aos gestores. É importante que cada escola possa debater junto aos seus alunos questionamento sobre ambientes de convivência, harmonia e paz entre as pessoas, bem como respeito ao próximo e combate ao bullying, pontos essenciais na formação de casa indivíduo”, disse.

Apesar da campanha se iniciar em época da Copa do Mundo, as ações serão estendidas durante todo o ano. “Na verdade, queremos que as ações educativas não parem em nenhum momento. Para isso, contamos com apoio de todos os parceiros já existentes e de mais voluntários que possam integrar à causa. Se alguém desenvolve algum trabalho social nesse âmbito e deseja contribuir conosco, é só nos procurar todas as quartas-feiras, às 9h, na própria Catedral”, afirmou a tenente Margarida Brandão.

Compartilhar:
    Publicidade