Assinada por globais, petição contra matança de jumentos será entregue ao Procurador Geral do RN

Com mais de 40 mil assinaturas, o documento ganhou expressivo apoio da sociedade e de celebridades como Thaila Ayala e Ellen Jabour

Petição contém assinaturas de Ellen Jabour e Thayla Ayala. Foto: Divulgação
Petição contém assinaturas de Ellen Jabour e Thayla Ayala. Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (16), uma comitiva da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) entrega ao Ministério Público petição que exige o fim do abate de jumentos para consumo humano no Rio Grande do Norte. Com mais de 40 mil assinaturas, o documento ganhou expressivo apoio da sociedade e de celebridades como Thaila Ayala e Ellen Jabour. A mobilização é uma reação à iniciativa do promotor Sílvio Brito, responsável pela comarca de Apodi, de incentivar o abate dos equídeos, chegando a sugerir a utilização da carne para alimentação de presidiários.

Com a petição em mãos, os membros da SVB serão recebidos pelo Procurador-Geral de Justiça do MPRN, Rinaldo Reis, às 12h, na sede do órgão fiscalizador, em Natal. Porém, o próprio Procurador-Geral de Justiça já declarou reiteradamente que é a favor do abate dos jumentos. Por isso, a SVB acionou paralelamente o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) a fim de aumentar a pressão sobre o MPRN no sentido de suspender a decisão de abater os animais abandonados. A entidade sem fins lucrativos compreende que o apoio a essa prática vai contra as atribuições do Ministério Público, que incluem a proteção dos animais.

“A SVB entende que esta forma de retirar os jumentos das estradas é cruel e inaceitável e contribui para o fortalecimento de uma cultura cada vez mais ultrapassada de exploração dos animais para atender a interesses e caprichos dos seres humanos. Da mesma forma que com cães e gatos de rua, há formas éticas de dar uma destinação a estes animais, que já sofreram tanto como animais de carga e depois foram abandonados à própria sorte”, defende o secretário-executivo da SVB, Guilherme Carvalho.

Compartilhar: