Gerente do Habib’s joga óleo quente em clientes que reclamaram de roubo de celular

Casal sofreu queimaduras no rosto, braço e peito. Funcionário foi afastado

Casal de estudantes pretende processar a empresa. Foto: Divulgação
Casal de estudantes pretende processar a empresa. Foto: Divulgação

O casal atacado com óleo quente por um gerente do Habib’s, no último sábado (28), em São Paulo, foi agredido após reclamar do roubo de um celular dentro do estabelecimento, de acordo com o boletim de ocorrência.

Uma estudante de 18 anos, que havia jantado no restaurante da rua Teodoro Sampaio, em Pinheiros, na zona oeste, com o namorado, de 20 anos, voltou à unidade e pediu ao gerente que deixasse-a ver as imagens da câmera de segurança. Ele negou o pedido e eles começaram a discutir. Segundo Ligia Ferreira Tatto e Lucas Oliveira Lopes, o funcionário ficou irritado e jogou óleo quente na garota.

Lopes diz que entrou na cozinha para se proteger e escorregou com o óleo que havia caído no chão. Ele e o gerente lutaram e Lucas tentou correr em direção à rua, mas foi perseguido pelo funcionário, que segurava um garfo, e acabou sendo atingido com óleo quente no rosto.

Ligia sofreu queimaduras de segundo grau no braço e no peito, enquanto o namorado sofreu lesões no rosto e no óleo. Os dois foram socorridos e encaminhados para o Pronto Socorro do Hospital São Luiz, onde foram medicados e liberados.

O caso foi registrado no 14º Distrito Policial, como lesão corporal. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o gerente do estabelecimento não foi indiciado. O delegado orientou as vítimas quanto ao prazo de seis meses para fazer uma representação criminal.

O casal deverá ser ouvido novamente nesta terça-feira (1º). Eles pretendem processar a rede de lanchonetes e querem que o gerente da loja seja condenado na Justiça.

Ligia e Lopes estudam na Unicamp e decidiram jantar no Habib’s após o jogo entre Brasil e Chile.

A assessoria de imprensa do Habib’s confirma o caso e informou que está apurando os fatos com os funcionários da loja e com os clientes envolvidos para tomar as providências cabíveis.

A rede também informou que está prestando toda assistência aos clientes feridos. O funcionário permanecerá afastado até a conclusão da investigação. Ainda de acordo com o Habib’s, a confusão foi um caso isolado não condiz com o padrão de atendimento de suas lojas.

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade