Atlético-MG encara Raja Casablanca para iniciar maior desafio da sua história

Com força máxima, campeão da América enfrenta donos da casa por uma vaga na decisão do Mundial de Clubes, diante do Bayern de Munique

Ronaldinho Gaúcho é peça chave para o time mineiro atuar bem. Foto:Divulgação
Ronaldinho Gaúcho é peça chave para o time mineiro atuar bem. Foto:Divulgação

O Atlético-MG começa nesta quarta-feira, no Marrocos, a encarar o maior desafio de sua história. O campeão da América tem pela frente dois jogos para se sagrar campeão do Mundial de Clubes. O primeiro compromisso será diante dos donos da casa, o Raja Casablanca, às 17h30 (horário de Brasília) no Le Grande Stade de Marrakesh, válido pela semifinal do torneio da Fifa.

Até chegar ao Mundial de Clubes, o Atlético-MG conviveu com lesões e quase perdeu o craque Ronaldinho Gaúcho, que se recuperou de grave contusão na coxa, mas o clube mineiro chega ao Marrocos para representar o continente americano com força máxima. O atacante Fernandinho, peça importante no esquema tático da equipe, chegou a ter a inscrição no Mundial contestada pela Fifa, mas ganhou condições de jogo e é uma das esperanças do Galo de voltar com o título.

Na visão de Cuca, o Atlético-MG superou os problemas e tem grandes chances de voltar do Marrocos com o título. O treinador explica que o Galo tem uma equipe bem montada e que começa a colher os frutos do bom planejamento. “A montagem de uma equipe não é algo fácil de se fazer. Depois que ela está montada, todo mundo acha fácil, mas é complicado: precisa conhecer bem o mercado e ter um clube que dá condição de contratar, como o Atlético-MG me deu”, disse.

Por isso, o avante Jô receita atenção para o Galo não ser surpreendido também. “A marcação é o ponto mais forte deles. Eles se defenderam bem e fizeram os gols no contra-ataque. Todo mundo achou que ia ser o Monterrey, mas foi o Raja que passou, então, temos que tomar bastante cuidado porque não vai ser um jogo fácil”, comentou.

O atacante Diego Tardelli acredita que o talento individual pode ser importante na partida, por isso, aposta que a qualidade do Galo será decisiva no duelo. “É uma equipe que joga fechada, fica com a bola no pé e dificilmente dá um chutão. Vamos ter que usar a qualidade de cada um para tentar furar a retranca”, declarou.

No Raja Casablanca, surpresa do Mundial de Clubes, a confiança vem aumentando com o passar dos jogos e os marroquinos querem coroar a campanha superando o Atlético-MG, mas os atletas do Raja sabem que terão que passar por cima de Ronaldinho e companhia. “Desde pequeno, meu sonho era ver o Ronaldinho em pessoa. Jogar contra ele então, nem se fala. Será algo grandioso”, disse o marfinense Kouko Guehi, herói da classificação para as semifinais.

Se o craque do Galo desperta admiração em Kouko Guehi, o mesmo não se pode dizer volante Vivien Mabide, que garante não temer Ronaldinho. “Eu já enfrentei o Messi. Se já enfrentei Messi, como eu vou temer Ronaldinho? Ele não é mais aquele Ronaldinho que jogava no Barcelona. É só nome hoje. Vamos chegar à decisão. Penso que vamos. Confio nisso”, declarou.

FICHA TÉCNICA 
RAJA CASABLANCA X ATLÉTICO-MG

Local: Le Grande Stade, em Marrakesh (MAR)
Data: 18 de dezembro de 2013, quarta-feira
Horário: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Velasco‎ Carballo (ESP)
Assistentes: Roberto Alonso Fernandez e Juan Carlos Yueste Jimenez (Ambos da Espanha)

RAJA CASABLANCA: Askri; El Hachimi, Adil Karrouchy, Mohamed Oulhaj e Benlamalem; Erraki, Guehi, Chtibi e Moutaouali; Lajour e Hafidi
Técnico: Nabil Maaloul

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Lucas Cândido; Pierre, Josué, Tardelli e Ronaldinho; Fernandinho e Jô
Técnico: Cuca

Fonte:IG

Compartilhar: