Ator que vive Dilma na tv é agredido em Búzios após piada e encerra show

Ator usou sua página no Facebook para explicar os motivos que o levaram a parar sua apresentação na cidade carioca

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O ator Gustavo Mendes Miranda, que ficou conhecido no humorístico “Casseta & Planeta” por imitar a presidente Dilma Rousseff, foi agredido na noite desse domingo e precisou interromper sua apresentação em Búzios, no Rio de Janeiro.

Após o ocorrido, Gustavo, que atualmente interpreta a petista no “Agora é Tarde”, da Band, usou sua página no Facebook para explicar os motivos que o levaram a parar sua apresentação na cidade carioca. “Geral me perguntando por que interrompi o show em Búzios, eis a resposta que dei a Geruza, irmã do Robinho, chefe de gabinete do prefeito, que me chutou, agrediu fisicamente, enquanto saía do palco”, começou o humorista.

“Geruza Mota, seu irmão me chutou, ele teve que ser contido pelos seguranças do ‘Búzios Love’ – evento em homenagem ao dia dos namorados, para o qual fui contratado. Não ofendi a ninguém, fiz uma piada com o tal Padre Ricardo (não o conheço e minhas piadas foram dirigidas ao cargo, não a pessoa), porque ele havia proibido bebidas em festas religiosas, acabando com as tradicionais festas e lembrei que Jesus transformou água em vinho, e soltei um ‘Proibir bebida, ah vá tomar no cu!'”, declarou Miranda, que continuou o desabafo:

“Robinho e sua corja (mais 2) foram abusivos, infelizes e criminosos, pois não só me agrediram fisicamente, como também a todo o povo, que pagou pelo show (os impostos de Búzios são caríssimos e a cidade está jogada às traças, não a zona turística, onde desfilam os milionários, mas nas zonas mais humildes, como o caso do bairro Rasa, onde fiz questão de me apresentar, porque meu humor é para todos, assim como a política deveria ser)”, afirmou o ator.

“Jamais apontaria o dedo para alguém e ofenderia, não sou louco, não comecei ontem, tenho carreira, família, fãs e amigos que sabem muito bem quem sou dentro e fora do palco. Fui chutado ao sair do palco por um ‘discípulo’ de Padre Ricardo, Robinho, chefe de gabinete, irmão da Geruza. Tenho certeza de que se o padre estivesse no show teria rido junto com a multidão, que logo após o ocorrido bradou em uníssimo ‘Ei, Robinho, vai tomar no cu!’, por livre e espontânea vontade, e como bem disse Padre Ricardo em um de seus sermões ‘A voz do povo é a voz de Deus’, que seja feita a vontade do povo”, escreveu Gustavo.

A discussão continuou pela rede social, e Geruza Mota rebateu a declaração de Gustavo: “Olha Gustavo, conhecendo o meu querido Padre Ricardo como conheço, ele nunca soltaria uma gargalhada depois de você tê-lo chamado de filho da… E muito menos mandando tomar onde você mandou e, quanto ao meu irmão, você está muito equivocado, mas pelo jeito você é do tipo que não admite quando erra e pior, sai destilando seu veneno contra pessoas inocentes”.

“Reconhecer quando erramos é nobre e em respeito a este público e fãs que estavam lá que você, como um cidadão público, deveria se retratar, sei que agradou a muitos porém não a maioria meu caro, só te faço uma pergunta: você tem certeza do que diz? Que realmente foi o Robinho que te agrediu, já que diz que foi agredido, posso te garantir que não foi, mas fica fácil acusar quem achamos que é o mais fraco, porque não acusar o secretário de turismo ou o da cultura, ou da Postura. Todos estavam lá loucos para te arrancar do palco, mas não pegou o Robinho sabe por que? Porque teve coragem de colocar a cara na reta e lutar pelo que ele acredita, mas com certeza não foi te agredir. Pelo que me consta, foi pedido, foi conversado com você que era uma festa religiosa, mas você não se importou com isto”, escreveu.

Geruza não parou por aí: “Mas sinceramente não sou funcionária pública. Simplesmente vim expressar o meu ponto de vista já que somos livres não é mesmo Gustavo? E eu estava bem pertinho de você quando saiu do palco e vi a sua cara quando entrou assustado no carro. E não era meu irmão que estava lá, mas sua cabeça é seu guia meu caro, fale o que quiser, mas eu conheço o Deus que eu sirvo e sei que mais cedo ou mais tarde a justiça será feita. Porque ‘tudo é possível aquele que crer’ e confia em Deus!”.

Não demorou muito para Gustavo se pronunciou novamente: “Geruza Mota você é só histérica defensora do irmão agressor, prepotente e incompetente. Você não é porta voz da prefeitura, não teve acesso ao meu contrato, ao meu camarim. Você Geruza é só uma baderneira burra, tentando tirar o foco de que a prefeitura de Búzios tem como chefe de gabinete, um sujeitinho intransigente, ignorante e intolerante. Não tenho nada contra nenhum padre, já até comi alguns inclusive, o que tenho nojo é de abuso de poder. Não fale besteiras, sua fama de ignorante está correndo solta. Seu irmão foi um covarde, juntamente com o playboyzinho de quinta irmão do prefeito. Búzios não merece seu irmão e sua corja”, publicou.

Os seguidores do ator também entraram na discussão, com palavras de apoio: “O nome disso é censura! Geruza, lamento, mas não tem argumento! Inaceitável o que fizeram”, escreveu um internauta. “Gustavo, parabéns pelo teu show, muitos estão envergonhados pela atitude deste indivíduo, ele não fala por toda a população, continue assim com seu trabalho trazendo humor para todas as pessoas, isso só te faz ser mais forte. A prefeitura de Búzios está uma bagunça e isso não é de hoje. Desculpa pela situação, estamos envergonhados! Mete um processo nesse otário”, desabafou outro.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade