Áudio vaza, e Felipão, acredite, diz que poderia ter feito 4 na Alemanha

Nem ele, nem os assessores ou Thiago Silva pareceram perceber que o áudio vazara

trh54y45y4

Uma conversa informal entre Luiz Felipe Scolari e assessores da Fifa que acompanhavam para a entrevista coletiva o treinador e o capitão da seleção brasileira, Thiago Silva, foi captada por câmeras da entidade e passaram nas TVs que ficam no centro de mídia do estádio Mané Garrincha, em Brasília, na tarde desta sexta-feira (11).

No encontro à beira do gramado, Felipão lamenta o massacre sofrido para a Alemanha, 7 a 1 na semifinal da Copa do Mundo, terça-feira em Belo Horizonte. Mas fala em fatalidade e que, se o Brasil acertasse as chances que teve no início do segundo tempo, o jogo poderia ter ficado 5 a 4. “Uma fatalidade não pode destruir um trabalho”, inicia o papo com dois dos assessores da entidade, não identificados.

“Nunca mais, nem daqui a mil anos [acontecerá de novo]. Eles foram sete vezes no primeiro tempo e fizeram cinco gols. Nos dez primeiros minutos do segundo tempo, se eu mostrar o vídeo, nós criamos quatro chances de gol. Se nós tivéssemos acertado as quatro, ia estar 5 a 4 em dez minutos. Isso é coisa de louco”, disse o treinador da seleção brasileira.

NÃO PERCEBERAM
Nem ele, nem os assessores ou Thiago Silva pareceram perceber que o áudio vazara. Com eles estava também o diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva. Ele está suspenso pela Fifa por, no entender da entidade, ter acertado um soco no atacante chileno Pinilla, no intervalo de Brasil 1×1 Chile, pelas oitavas de final, e não poderá trabalhar na partida deste sábado, quando Brasil e Holanda disputam o terceiro lugar da Copa do Mundo. O jogo terá início às 17h.

Felipão e Thiago Silva subiram até o gramado, acompanhado dos assessores, para ver como ele está. A seleção optou por não treinar no Mané Garrincha e fez o último treinamento antes do jogo na sexta pela manhã, no centro de treinamento da CBF.

FUTURO
Scolari disse ainda que só vai se manifestar sobre seu futuro na seleção brasileira após o jogo deste sábado.

O treinador gaúcho afirmou que sua fase de trabalho termina nesta Copa e que fará um relatório sobre o que aconteceu à CBF nos dias seguintes ao fim do torneio. “Nos primeiros momentos, vou pagar as contas. Depois tentar conversar com a minha família dos momentos que vivi, como me comportei com meus jogadores. Depois é seguir a minha vida normalmente”, disse Felipão.

“Não vou me manifestar até o jogo de amanhã [sábado]“, completou o treinador sobre seu futuro na equipe nacional.

 

Fonte: Folha da Região

Compartilhar: