Aulas para adolescentes deveriam começar depois das 8h30, diz estudo

De acordo com Academia Americana de Pediatria, mais horas de sono para adolescentes evitariam notas baixas e problemas de saúde

Segundo estudo, adolescentes que dormem pelo menos oito horas e meia por noite têm menos propensão a obesidade, diabetes e problemas comportamentais. Foto: Divulgação
Segundo estudo, adolescentes que dormem pelo menos oito horas e meia por noite têm menos propensão a obesidade, diabetes e problemas comportamentais. Foto: Divulgação

Uma nova recomendação da Academia Americana de Pediatria sugere que as aulas do ensino fundamental e médio comecem às 8h30 — ou mais tarde. Publicada nesta segunda-feira no periódico Pediatrics, a sugestão foi baseada em pesquisas que mostram que os adolescentes americanos dormem menos que o recomendado — de oito horas e meia a nove horas e meia por noite — e que a privação de sono é prejudicial para a saúde.

Recomendação

Segundo os médicos, as aulas dos adolescentes deveriam começar depois das 8h30. Desse modo, os jovens poderiam dormir a quantidade de horas recomendada por noite, o que evitaria problemas comportamentais e fisiológicos.

Segundo a instituição, apenas 15% das escolas americanas de ensino médio iniciam as aulas depois das 8h30. No caso do ensino fundamental, a maioria dos colégios dá o sinal às 8 horas — 20% começa antes disso.

De acordo com os médicos, adolescentes que dormem a quantidade de horas recomendadas têm menos propensão a obesidade, diabetes e problemas comportamentais como ansiedade e depressão.

Puberdade

O levantamento mostrou que essa medida seria mais eficaz do que mandar os filhos para a cama cedo. Nas mudanças hormonais da puberdade, o adolescente tende a mudar o seu relógio biológico e encontrar dificuldade para dormir antes das 23 horas. Nessa fase da vida, o jovem demora mais para sentir o cansaço acumulado durante o dia do que um adulto.

“O organismo dos adolescentes libera melatonina (um hormônio que induz ao sono) mais tarde do que dos adultos”, diz Judith Owens, líder da recomendação e diretora de medicina do sono do Centro Nacional de Medicina Infantil, nos Estados Unidos. Outro problema que favorece a falta de descanso adequado, segundo a pesquisa, é o excesso de tarefas dos adolescentes. “É importante eles terem menos coisas para fazer e poderem dormir antes da meia-noite”, diz Judith.

Fonte: Veja

Compartilhar: