Auxiliar que não viu gol a favor do Vasco cai no choro no Maracanã

De acordo com o presidente da Comissão de Arbitragem do Estado do Rio, Jorge Rabello, Castanheira, ao tomar ciência do erro, ficou inconsolável

Felipe vê a bola quicar dentro do gol na cobrança de falta de Douglas. Foto:Divulgação
Felipe vê a bola quicar dentro do gol na cobrança de falta de Douglas. Foto:Divulgação

Rodrigo Saraiva Castanheira não segurou as lágrimas no vestiário do Maracanã neste domingo, depois do clássico entre Flamengo e Vasco. O árbitro auxiliar adicional estava a poucos metros do lance, mas não sinalizou que a falta cobrada por Douglas havia ultrapassado 33cm a linha do gol defendido por Felipe. De acordo com o presidente da Comissão de Arbitragem do Estado do Rio, Jorge Rabello, Castanheira, ao tomar ciência do erro, ficou inconsolável.

“Não pude conversar com ele. Estava chorando, muito emocionado. Ele pediu desculpas aos companheiros, disse que não conseguiu ver a bola entrar, que não teve convicção. Depois falaram para ele das imagens e ele ficou profundamente emocionado. Só dei um abraço nele e disse para levantar a cabeça, Todo mundo erra. Infelizmente, ele errou, mas é um bom árbitro” destacou Rabello.

O presidente da Coaf garantiu que Castanheira não será punido por causa do erro, que acabou interferindo no resultado da partida. Jorge Rabelo defendeu a função do árbitro auxiliar adicional, muito criticada por torcedores e pelos próprios jogadores de Flamengo e Vasco por causa da falha no clássico deste domingo.

“A chance de punição é zero. Vamos fazer o que sempre fazemos, analisamos as imagens da rodada do fim de semana na segunda-feira. O Castanheira é um dos melhores que temos. A questão não é discutir a função do árbitro auxiliar adicional. Se ele não existisse, o gol do Flamengo não teria sido validado também. O outro auxiliar foi muito bem, em um lance ainda mais difícil. Os adicionais ajudam também em marcações de pênaltis. Utilizamos o recurso desde 2008. Mas infelizmente tivemos nesse jogo um erro que interferiu no resultado do clássico”, destacou.

Fonte:O Globo

Compartilhar:
    Publicidade