Avanços no tratamento do mal de Parkinson é tema de palestra em Natal

O Mal de Parkinson é uma doença que ocorre quando certos neurônios morrem ou perdem a capacidade

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os avanços no tratamento da doença de Parkinson a partir de uma abordagem multiprofissional é o tema da palestra que a professora Raquel Martinez profere na sexta-feira, 11, no VIII Encontro de Anatomia, promovido pelo UNI-RN, no Praiamar Hotel, em Natal. A especialista falará sobre as técnicas utilizadas para o tratamento da doença no estágio avançado e porque o tratamento do paciente e a pesquisa exigem uma equipe multidisciplinar.

O Mal de Parkinson é uma doença que ocorre quando certos neurônios morrem ou perdem a capacidade. O indivíduo portador de Parkinson pode apresentar tremores, rigidez dos músculos, dificuldade de caminhar, dificuldade de se equilibrar e de engolir. Como esses neurônios morrem lentamente, esses sintomas são progressivos no decorrer de anos.

A doença de Parkinson ou mal de Parkinson, foi descrita pela primeira vez em 1817 por James Parkinson e é caracterizada por uma doença progressiva do movimento devido à disfunção dos neurônios secretores de dopamina nos gânglios da base, que controlam e ajustam a transmissão dos comandos conscientes vindos do córtex cerebral para os músculos do corpo humano. O nome “Parkinson” apenas foi sugerido para nomear a doença pelo grande neurologista francês Jean-Martin Charcot, como homenagem a James Parkinson.

É uma das doenças neurológicas mais frequentes visto que sua prevalência situa-se entre 80 e 160 casos por cem mil habitantes, acometendo, aproximadamente, 1% dos indivíduos acima de 65 anos de idade.  Apesar dos esforços médicos até hoje empreendidos, não se tem, ainda, com exatidão, a causa da doença. Quando da fase inicial e intermediária da doença (o equivalente a 10 anos, aproximadamente), o tratamento farmacológico ainda é eficaz. Na fase avançada, no entanto, os remédios não bastam e a indicação, quase sempre, é a cirurgia.

Sobre a palestrante

A professora-doutora Raquel Martinez é graduada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo, possui mestrado e doutorado em Psicobiologia pela Universidade de São Paulo, pós-doutorado em Neuroanatomia pela Universidade de São Paulo ICB, pós-doutorado pela New York University e pós-doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. Atualmente é Jovem Pesquisadora da Faculdade de Medicina da USP e bióloga pesquisadora do Hospital Sírio Libanês de São Paulo.

Programação

A programação do VIII Encontro de Anatomia terá ainda a presença da professora Maria Cristina Marquez Orozco, da Universidad Nacional Autonoma del Mexico (UNAM), que é a conferencista de abertura; o professor Richard Halti Cabral, docente de Anatomia da USP e atual vice-presidente da Sociedade Brasileira de Anatomia (SBA); André Davim, professor de Anatomia do UNI-RN e do Mt. San Antonio College (EUA) e autor do Atlas de Anatomia Artística, e do professor Arnóbio Júnior, pesquisador e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

No sábado, 12, serão realizados cinco mini-cursos, das 9h ao meio-dia, no campus do UNI-RN, por estes mesmos profissionais. Participam do evento, ainda, os professores do UNI-RN Jorge Ivan, docente de Cinesiologia e coordenador da Pós-graduação em Terapia Manual; Érika Melo, docente do curso de Nutrição; Luiz Felipe Cerqueira, docente do curso de Fisioterapia, e Diego Filgueira Albuquerque, docente de Anatomia.

Compartilhar:
    Publicidade