Avó passa por neto e denuncia suspeito de pedofilia que aliciava no Face

Foram identificadas ao menos 15 vítimas, meninos de oito a 15 anos

Suspeito de pedofilia chora ao ser apresentado pela polícia. Foto: Divulgação
Suspeito de pedofilia chora ao ser apresentado pela polícia. Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Rio de Janeiro chegou a José Raimundo Gomes, de 46 anos, preso na quarta-feira (27) no Complexo da Maré por suspeita de pedofilia no Rio de Janeiro, após a avó de uma das vítimas se passar pelo menino de 13 anos e denunciar o criminoso.

A mulher, que preferiu não se identificar, monitorava o telefone celular do neto e desconfiou da conversa de Gomes com o garoto. Para confirmar a suspeita, ela se passou por outro garoto e, assim, conseguiu juntar provas do aliciamento.

Foram identificadas ao menos 15 vítimas, cuja faixa etária variavam de oito a 15 anos. Os meninos eram amigos de escola da filha do suspeito. A polícia diz acreditar que Gomes integrava uma rede de pedofilia com a qual compartilhava vídeos.

Segundo investigações da 22ª DP (Penha), o homem é suspeito de aliciar crianças e adolescentes por meio de redes sociais, como Facebook e Whatsapp.

Telefones, computadores, notebooks e mídias diversas, contendo fotografias e arquivos de vídeo de crianças e adolescentes em cenas de sexo foram apreendidos no local da prisão. Ele também é suspeito de recrutar jovens para produção de vídeos e fotografias de pornografia. Ele já respondia em liberdade desde 2010 pelo crime de aliciamento de crianças.

Fonte: R7

Compartilhar: