Balanço das ações da Saúde durante a Copa do Mundo em Natal tem saldo positivo

Entre 9 e 24 de junho foram 409 atendimentos. Ciocs pode ser ativado em outros eventos

Coletiva-na-Sesap-sobre-saude-na-Copa-WR--(1)

Alessandra Bernardo

alessabsl@gmail.com

As secretarias de saúde do Estado e Município avaliaram como positiva as ações realizadas durante o período de jogos da Copa do Mundo em Natal. Entre os dias 9 e 24, quando foi feito a última partida na cidade, foram contabilizados 409 atendimentos, sendo 346 casos clínicos e 63 traumas e apreendidos 176 quilos de alimentos com algum tipo de irregularidade e que poderiam colocar a saúde das pessoas em risco. Para o secretário estadual, Luiz Roberto Fonseca, apesar das dificuldades, deu tudo certo.

“Temos a sensação de missão cumprida, ainda mais que Natal foi eleita a segunda cidade-sede mais segura do país em termos de saúde e o Arena das Dunas, o único estádio que não apresentou nenhum tipo de problema decorrente de intoxicação alimentar. Também conseguimos passar sem nenhum caso de doença de notificação compulsória, óbito ou alguma coisa grave”, disse.

Ele afirmou ainda que a cidade recebeu cerca de 200 mil visitantes, sendo 177 mil estrangeiros, em apenas dez dias. O número representa o total de turistas que Natal recebe em um mês de alta estação. Mas, apesar disso, não houve nenhum problema de maior gravidade, como se esperava devido à grandeza do evento. Para Luiz Roberto, isso é uma demonstração de que o Rio Grande do Norte se preparou bem para a Copa do Mundo.

“Tivemos apenas um caso de uma suspeita de malária, de um turista norte-americano de 32 anos, que veio de Manaus e que apresentou os sintomas da doença ainda dentro do Arena das Dunas, durante a partida entre Japão e Grécia. Ele foi acompanhado pelo Centro Integrado de Operações Conjuntas em Saúde (Ciocs) até o exame e depois, em Recife, onde foi descartada a malária”, explicou Luiz Roberto Fonseca.

O mesmo foi percebido pela secretária adjunta do Município, Márcia Pellense, que, para uma cidade sem eventos de grande porte, exceto o Carnatal, Natal se saiu muito bem durante os jogos da Copa. No entanto, ela frisou que as ações continuam até o final da realização do Fifa Fan Fest e que até lá, o município irá atuar com a mesma dedicação que trabalhou durante o período dos quatro jogos. “O saldo foi bastante positivo. Tivemos dificuldades sim, mas com o que tínhamos, conseguimos trabalhar e o resultado é esse que estamos vendo”, disse.

Ciocs atendeu 409 ocorrências

Das 409 ocorrências realizadas e registradas pelo Ciocs durante o período de jogos em Natal, 346 foram de atendimentos de casos clínicos, ou seja, 84,6%. O restante foi relacionado a traumas, segundo a coordenadora de Ações de Saúde para a Copa, Narielly Galvão, que explicou que os dados são relacionados à Fifa Fan Fest também.

“Felizmente, não tivemos nenhum caso de maior gravidade ou óbito. Foram atendimentos pontuais, tanto que de todos esses, pouquíssimos precisaram ir para uma unidade hospitalar, por exemplo. Ativamos o Ciocs no dia 9, porque já era grande a movimentação de turistas na cidade, mas ele continuará até o fim da Fan Fest e poderá ser acionado sempre que necessário, em eventos de grande porte”, afimou.

Compartilhar: