Bandeirinha diz que foi crucificada por ser mulher e muito bonita

A CBF afastou a bandeirinha por duas rodadas.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em entrevista, a auxiliar de arbitragem Fernanda Colombo Uliana disse que foi julgada e crucificada por ser mulher e bonita. No último domingo a bandeirinha recebeu fortes críticas cruzeirenses por sua atuação no clássico contra o Atlético-MG, com o diretor de futebol Alexandre Mattos chegando a dizer que ela precisaria ir para a Playboy.

“Foi uma situação desnecessária. Julgaram o erro por eu ser mulher, e não como uma pessoa comum. Foi uma troca de valores. O futebol é um esporte que, infelizmente, faz aflorar esse lado preconceituoso”, disse, rebatendo com veemência e ironia a declaração.

“Com certeza a declaração foi machista. Muitos erram no futebol. Por que o meu se tornou mais evidente? Foi pelo fato de eu ser mulher. O erro não comprometeu o resultado final. Fui crucificada por algo que eu nem sabia que tinha: beleza. Não sabia que eu era tão bonita assim”, afirmou à Folha de S.Paulo.

Fernanda Colombo Uliana ganhou holofote antes do clássico, quando também foi criticada por Muricy Ramalho na vitória do São Paulo contra o CRB pela Copa do Brasil. Desde então ela recusou entrevistas, mas nesta quinta irá participar do programa Altas Horas da Globo. A CBF afastou a bandeirinha por duas rodadas.

Fonte: Terra

Compartilhar: