Bandidos fazem arrastão e trocam tiros no aeroporto Augusto Severo

Na ocasião, motoristas e levaram dinheiro e pertences dos passageiros

Aeroporto-Augusto-Severo---assaltos-a-taxistas-WR

Diego Hervani

Repórter

A insegurança no Rio Grande do Norte passou a atingir também o Aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim. Lugar no qual, teoricamente, a segurança deveria ser maior, até por ser perto da base da Aeronáutica, o que se viu nesta terça-feira (22) foi que os bandidos estão se sentindo cada vez mais “à vontade” no Estado.

Por volta das 22h30, um grupo armado assaltou taxistas da Coopertaxi, cooperativa que trabalha no local. De acordo com informações passadas pela Polícia Militar, quatro homens armados chegaram ao estacionamento da cooperativa em um Fiat Uno de cor azul, placa KIP 0639, que tinha queixa de roubo em Lagoa Salgada, no interior do Rio Grande do Norte. Os bandidos eram quatro no total. Um deles ficou no veículo e os outros desceram e renderam todos os profissionais que estavam esperando passageiros, levando uma quantia em dinheiro não revelada, além de objetos pessoais.

Depois do arrastão, os bandidos fugiram. Revoltados com o acontecido, alguns taxistas passaram a perseguir os suspeitos. Porém, pouco tempo depois o grupo percebeu a ação e começou a atirar contra as vítimas, que então desistiram de seguir os criminosos. Pouco tempo depois o carro dos marginais foi encontrado nas proximidades do aeroporto com um pneu furado. A polícia realizou diligências, mas ninguém foi preso até o fechamento desta edição.

De acordo com Autamir Bezerra, representante dos taxistas da Coopertaxi, a ação dos bandidos só veio aumentar a sensação se insegurança com que os profissionais trabalham no local. “Aqui não tem segurança nenhuma. Os bandidos entraram no nosso estacionamento e simplesmente fizeram o arrastão sem nenhum problema. Pensamos que, como ficamos perto de uma base militar, estávamos seguros, mas vimos que a situação é bem preocupante mesmo”.

Autamir ainda lembrou que não foi a primeira vez que os taxistas que trabalham no Augusto Severo foram vítimas de assaltantes. “Um crime desse tipo, um arrastão, foi a primeira vez que aconteceu. Mas há cerca de uns dois meses um taxista tirou um dinheiro no banco e foi seguido por bandidos até o nosso estacionamento no aeroporto. Lá eles anunciaram o assalto, só que os outros taxistas começaram a gritar e os bandidos fugiram sem levar o dinheiro. Mas essa arrastão foi uma situação que realmente assustou e a partir de agora precisamos ter um cuidado redobrado com a nossa segurança”.

Compartilhar:
    Publicidade