Bebê de 6 semanas morre espancado com sapato por namorado de sua mãe

Um exame mostrou que Alfie morreu de ferimentos e traumas, além de extensa hemorragia no cérebro

Michael Pearce, de 33 anos, foi deixando sozinho pela primeira vez com bebê e o espancou com sapato, matando criança de apenas 6 semanas de vida. Foto: Divulgação
Michael Pearce, de 33 anos, foi deixando sozinho pela primeira vez com bebê e o espancou com sapato, matando criança de apenas 6 semanas de vida. Foto: Divulgação

Um homem bateu no bebê de sua namorada até a morte com um sapato, na primeira vez que ela saiu de casa após ter dado à luz.

Michael Pearce, de 33 anos, foi deixado sozinho com o bebê Alfie Sullock, de apenas 6 semanas de vida, enquanto sua mãe, Donna, saiu com amigas para comemorar o nascimento da criança.

Pearce atacou Alfie com frascos de shampoo da criança e até um sapato.

O agressor ainda mandou uma mensagem à mãe, Donna, de 29 anos, dizendo: “você pode confiar em mim, você sabe”, afirmando que Alfie estava bem.

Depois de 4 minutos do envio da mensagem à Donna, Pearce estava ligando para a emergência.

O promotor Michael Mather-Lees disse: “Alfie foi repetidamente espancado com objetos e sofreu ferimentos gratuitamente. O bebê foi espancado com um sapato ou sandália e com o fundo de uma garrafa de plástico.”

Donna descobriu que estava grávida de Alfie após um romance em Creta, Newport Crown. Ela conheceu Pearce depois de voltar para casa em Cardiff, quando tinha nove semanas de gravidez.

Pearce se comportava muito bem, mas começou a mostrar tendências um pouco obsessivas e se tornou mais agressivo depois de um tempo de relacionamento.

Pearce se ofereceu para tomar conta da criança na residência em Nelson, perto de Caerphilly, Gales do Sul.

Uma ambulância foi enviada às pressas para a casa de Pearce e encontrou Alfie “azul, frio e totalmente sem vida”.

Ele foi levado para o Hospital da Universidade de Wales, em Cardiff, onde tinha nascido apenas seis semanas antes. Os médicos descobriram que Alfie tinha danos cerebrais e asfixia grave, e sua máquina de suporte de vida foi desligada.

Um exame mostrou que Alfie morreu de ferimentos e traumas, além de extensa hemorragia no cérebro.

Durante julgamento Pearce não foi capaz de dar qualquer explicação sobre como Alfie sofreu os ferimentos.

Ao júri foram mostradas imagens tiradas a partir do sapato e outros itens que se assemelhavam com as marcas dos ferimentos encontrados na cabeça e no corpo de Alfie.

Pearce negou homicídio. O julgamento continua.

Fonte: R7

Compartilhar: