Belgas podem perder meio time para duelo contra os Estados Unidos

Kompany e Vermaelen, peças vitais da defesa belga, se recuperam de lesão

O técnico da seleção da Belgica, Marc Wilmots. Foto: Divulgação
O técnico da seleção da Belgica, Marc Wilmots. Foto: Divulgação

O técnico Marc Wilmots ainda tem algumas dores de cabeça para o confronto contra os Estados Unidos, marcado para esta terça-feira (1). O principal problema é o setor defensivo, pois dois jogadores que são titulares se recuperam de lesões sofridas. Além disso, tem jogador suspenso e outros que são dúvida.

Kompany é o principal nome do setor defensivo belga. O capitão do Manchester City-ING estreou como titular, mas ficou de fora da última partida, contra a Coreia do Sul. Ele se recupera de dores na virilha. O jogador, por sua vez, irá viajar para Salvador.

Thomas Vermaelen esteve presente somente na partida contra a Rússia, mas saiu ainda no primeiro tempo, com uma lesão no tendão. Entretanto, ele vai junto de Kompany e os demais atletas para a Bahia.

Laurent Ciman, que também era dúvida, está treinando normalmente. O jogador deve ficar no banco.

Dembelé, assim como Ciman, também estava com o ponto de interrogação em cima de sua cabeça, porém, o jogador está liberado para o confronto.

De fora mesmo só Steven Defour, expulso na partida contra a Coreia do Sul por entrada desleal em seu adversário.

O jogo decisivo entre Bélgica e Estados Unidos acontece nesta terça-feira (1), às 17h, na Fonte Nova.

Fonte: R7

 

 

 

 

 

 

Compartilhar: