Bélgica não empolga, mas vence Rússia e se classifica às oitavas de final

No Maracanã, belgas jogam para o gasto e vencem por 1 a 0 com gol no fim

esporte-futebol-partida-copa-russia-belgica-20140622-010-size-598

Apontada como uma das candidatas à sensação desta Copa do Mundo por possuir jogadores jovens e talentosos, a Bélgica ainda não mostrou um futebol vistoso, mas venceu a Rússia por 1 a 0 na tarde deste domingo, no Maracanã, e se garantiu na próxima fase. Com um gol salvador de Divock Origi aos 42 da segunda etapa, os belgas chegaram à segunda vitória na competição e se classificaram às oitavas de final com uma rodada de antecedência. A Rússia, por sua vez, segue com um ponto e precisará vencer a Argélia na última rodada para sonhar com uma vaga.

Para evitar problemas como a invasão de chilenos ao estádio na partida entre e Chile e Espanha, a segurança no Maracanã foi reforçada para esta partida. Desta vez, não foram registrados incidentes nas arquibancadas, mas o público deixou o Maracanã decepcionado com o que viu em campo. Na primeira etapa, o jogo foi equilibrado. A melhor arma belga no início foi o meio-campista Dries Mertens. O jogador do Napoli, da Itália, levou perigo em duas jogadas individuais, mas chutou rente à trave em ambas as ocasiões.

A Rússia respondeu em chutes de Viktor Fayzulin e Oleg Shatov, mas Thibaut Courtois fez boas defesas. Os russos ainda reclamaram de um pênalti não assinalado pelo árbitro alemão Felix Brych em dividida de Toby Alderweireld com Aleksandr Kokorin. A Rússia cresceu nos minutos finais e perdeu a melhor chance da primeira etapa, quando Kokorin subiu livre na pequena área, mas cabeceou para fora.

Na segunda etapa, o jogo foi menos movimentado. A Bélgica seguiu com enorme dificuldade para criar, sobretudo graças à falta de inspiração de seu jogador mais badalado, o meia do Chelsea, Eden Hazard. Ele, no entanto, despertou nos minutos finais e decidiu a partida. Primeiro, a Bélgica chegou perto, em cobrança de falta de Kevin Mirallas que explodiu na trave de Akinfeev, aos 39 minutos. Aos 42, veio o gol da vitória: Hazard entrou driblando pela ponta esquerda e passou para o jovem Divock Origi mandar para as redes. Assim como fez contra a Argélia, a Bélgica jogou para o gasto, mas venceu no fim e se classificou.

Na terceira e decisiva rodada, a Bélgica encara a Coreia do Sul, precisando de um empate para passar em primeiro. O jogo acontecerá às 17h, da próxima quinta-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo. No mesmo dia e horário, a Rússia enfrentará a Argélia, na Arena da Baixada, em Curitiba.

 

 

Foto: Veja

Compartilhar: