Bombeiros do RN realizam nova capacitação para resgate em tragédias

Atividades práticas acontecem nesta quarta e quinta-feira na Região Metropolitana de Natal

Foto:Divulgação
Foto:Divulgação

Terremotos, atentados terroristas, entre outros desastres que resultam em estruturas colapsadas. É com foco neste tipo de ocorrência que o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte iniciou na última segunda feira (17), o curso de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas (BREC). As atividades serão oferecidas pelo Centro Superior de Formação e Aperfeiçoamento do CBMRN, por meio de convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), onde os militares serão preparados para atuarem em situações específicas de emergência que têm atingido um grau de importância cada vez maior em função de tragédias recentes em todo o mundo.

Na tarde desta quarta-feira (19), os bombeiros iniciam as aulas práticas, em uma edificação abandonada, na margem da Br 101, próximo a Nacional Veículos, em Natal. As avaliações da atividade estão previstas para ocorrerem na quinta-feira (20), na Ecobrit, uma usina de reciclagem de materiais de construção, localizada Loteamento Vila São Jorge, Quadra 34 – Lote 1350, Bairro Guajiru, na estrada de Ceará Mirim. Esta é a segunda capacitação em ações de tragédias realizadas no RN. A primeira aconteceu no mês de agosto do ano passado.

A capacitação em BREC é empregada de acordo com as técnicas internacionais padronizadas pela OFDA-LAC/USAID (Gabinete de Assistência para Desastres da Agência para o Desenvolvimento Internacional do Governo Federal dos Estados Unidos da América – região para América Latina e Caribe) e Insarag. Estas técnicas foram aplicadas por equipes brasileiras em ocorrências como o terremoto do Haiti.

De acordo com o comandante geral do Corpo de Bombeiros do RN, coronel Elizeu Dantas, o curso visa capacitar os participantes a assumir as ações iniciais de primeira resposta ao chegar à cena, aplicar o método Start (Simples Triagem e Rápido Tratamento) às vítimas que se encontram na superfície, as técnicas de busca e marcação Insarag, de remoção, levantamento e estabilização de cargas para o resgate de vítimas na superfície, penetrar nas estruturas e escoar as áreas para penetração, além de estabilizar e extrair corretamente as vítimas.

“Os participantes serão colocados frente a um cenário simulado e deverão complementar o exercício seguindo as técnicas e procedimentos apresentados e praticados durante o curso. Além de Bombeiros, outros servidores da segurança pública também poderão participar do curso”, disse o comandante.

A capacitação permitirá aos seus alunos enumerar as normas de segurança a serem seguidas em uma operação de busca e resgate, explicar a organização e os procedimentos a serem seguidos para o início de uma operação, descrever os danos presentes em edificações, aplicar as técnicas de chamado e escuta em paralelo e circular externo num cenário apresentado, sinalizando de acordo com o sistema Insarag os pontos de localização de possíveis vítimas, descrever ferramentas, equipamentos e acessórios a serem utilizados, descrever o método de classificação Start e os passos da avaliação inicial e atendimento de uma vítima.

Compartilhar: