Brasil já é campeão da Copa 2014 e quem garante é estatística

Bancos Goldman Sachs e UniCredit deixam de lado previsões econômicas para descobrir quem leva a taça em 2014. Físico Stephen Hawking também palpitou. E aposta é Brasil

size_590_taça_da_Fifa_e_bola_da_Copa_de_2014

Mesmo que o Brasil esteja de mau humor com a Copa do Mundoneste momento, quando a bola começar a rolar no dia 12 de junho, vai ser difícil conter a curiosidade para saber se o Brasil conquistará o hexacampeonato. Se depender da probabilidade, não tem erro: a seleção brasileira será a campeã em 2014.

É o que afirmam os economistas dos bancos Goldman Sachs e UniCredit que, acostumados a usar modelos estatísticos para fazer previsões da economia mundial, resolveram usar seus conhecimentos para antecipar o resultado do mundial.

O Itaú BBA fez o mesmo, mas resolveu parar nas semifinais que, claro, incluem o Brasil.

Até o renomado físico Stephen Hawking aposta na seleção canarinha.

De acordo com as previsões do Goldman Sachs, as seleções de Brasil e Alemanha, Argentina e Espanha vão se enfrentar nas semifinais.

Já a grande final no Maracanã será jogada por Brasil e Argentina, com a seleção nacional levando o hexacampeonato.

As previsões para cada jogo são baseadas em uma análise de regressão que usa quase toda a história de jogos internacionais de futebol desde 1960.

“Para ser claro, o nosso modelo não usa nenhuma informação sobre a qualidade das equipes ou jogadores individuais que não se reflita no histórico do time”, explicam oseconomistas da instituição.

Por exemplo, se um jogador-chave que foi responsável por sucessos recentes de uma equipe se machucar, isso não terá influência sobre as previsões.

Segundo o Goldman Sachs, contam a favor da seleção brasileira, o fato de ser um time que tem bom desempenho em Copas do Mundo – afinal, já levou a taça cinco vezes. Jogar em casa também aumenta as chances da seleção brasileira sair vitoriosa.

Segundo a análise, o time da casa ganhou 30% das Copas desde 1930. A estatísica sobe para 50% quando a Copa foi realizada em uma potência do futebol tradicional (casos de Brasil, Itália, Alemanha, Argentina, Uruguai, Espanha, França e Inglaterra).

A equipe do Itaú BBA chegou à mesma conclusão: nas semifinais, estarão Brasil e Alemanha, Espanha e Argentina.

“A partir daqui, não nos arriscamos a fazer projeções: será a vontade dos deuses do futebol”, defende-se de críticas futuras a equipe do banco.

Para chegar às quatro equipes, o Itaú BBA usou um modelo econométrico misturado “com uma boa dose de cultura futebolística dos economistas do Itaú”.

Os três fatores analisados foram: qualidade da equipe no momento, a tradição e o apoio da torcida. “Investigamos, através de técnicas econométricas, se essas variáveis de fato influenciam o desempenho de uma seleção em Copas do Mundo”, explicam.

O modelo do Itaú conta até com a possibilidade da famosa “zebra”. Analisando a história das Copas, os economistas perceberam que nas oitavas-de-final sempre haviam dois times que eram considerados zebras. Para este ano, eles apostam em Costa do Marfim e Irã.

Já o banco italiano UniCredit foi o único a apostar em semifinais sem a presença da seleção espanhola, atual campeã do mundo.

Para os italianos, os sul-americanos serão protagonistas nas semifinais, com três das quatro equipes nesta fase: Brasil, Argentina e Uruguai. A quarta vaga seria da Alemanha.

Veja abaixo a tabela completa com as chances que cada seleção tem de ganhar a Copa do Mundo, de acordo com o Goldman Sachs:

Time Posição no ranking da Fifa Chance de ganhar (%)
Brasil 48,5
Argentina 14,1
Alemanha 11,4
Espanha 9,8
Holanda 15º 5,6
Itália 1,5
Inglaterra 11º 1,4
Uruguai 1,1
Portugal 0,9
França 16º 0,8
Colômbia 0,6
Bélgica 12º 0,6
Chile 13º 0,5
Estados Unidos 14º 0,5
Rússia 18º 0,5
Suiça 0,4
Equador 28º 0,4
Grécia 10º 0,3
Costa do Marfim 21º 0,2
Bósnia e Herzegovina 25º 0,2
Croácia 20º 0,1
México 19º 0,1
Austrália 59º 0,1
Irã 37º 0,1
Nigéria 44º 0,1
Coreia do Sul 55º 0,1
Camarões 50º 0
Japão 47º 0
Costa Rica 34º 0
Honduras 30º 0
Gana 38º 0
Argélia 25º 0

Fonte: Exame

Compartilhar:
    Publicidade