Brasileiro vira Mestre do Bumbum nos EUA com treinamentos fitness

Leandro Carvalho vive em NY há 20 anos e ficou conhecido como "Butt Master". Ele já vendeu mais de 1 milhão de DVDs no mundo e treinou tops como Alessandra Ambrosio e Izabel Goulart

Leandro Carvalho faz sucesso nos Estados Unidos e Europa vendendo DVDs com séries de treinamentos baseados em danças e ritmos brasileiros. Foto: Divulgação
Leandro Carvalho faz sucesso nos Estados Unidos e Europa vendendo DVDs com séries de treinamentos baseados em danças e ritmos brasileiros. Foto: Divulgação

Foi “abrasileirando” os bumbuns de europeias e americanas que o mineiro Leandro Carvalho ficou famoso nos Estados Unidos. Há dez anos, ele criou um programa de exercícios especial que levanta, aumenta e deixa o bumbum mais redondo. Por causa desses treinos especiais, Leandro já treinou praticamente todas as modelos brasileiras, tem programa na TV, vendeu mais de 1 milhão de DVDs no mundo todo, inclusive Oriente Médio, e é conhecido no exterior como “Butt Master”, que ao pé da letra pode ser traduzido como Mestre do Bumbum, uma espécie de guru fitness desta área da anatomia feminina. “Os segredinhos da receita do sucesso que fazem meu sistema dar certo aqui nos EUA é que juntei a mulher bonita, o nome do País e a música e danças afrobrasileiras”, disse em entrevista exclusiva por telefone.

Leandro é mineiro, formado em educação física pela UFMG, já treinou funcionários da Petrobras, além de bombeiros e policiais quando ainda vivia no Brasil. Por aqui, era dançarino e foi por causa dos palcos que se mudou para Nova York há 20 anos. Em Manhattan, ele trabalhava também como personal trainer e assim começou sua história com o bumbum. Mas, no meio do caminho, uma mudança nos costumes americanos também ajudou.

O sucesso do brasileiro coincidiu com uma mudança de foco na devoção da América do Norte pelos seios.  “A cultura mudou muito, quando vim para cá tudo era tudo baseado nos seios e em aumentar as próteses, mas isso começou a mudar há 15 anos com a explosão latina, quando vieram Jennifer Lopez, Beyoncé e as irmãs Kardashian, que fazem sucesso justamente por causa do bumbum grande. Aí surgiu também a Victoria’s Secret com essa coisa de ter modelo sexy e com curvas”, explica.

Há dez anos, quando Leandro era personal trainer da Alessandra Ambrosio, a modelo lhe fez um pedido exigente: um treino para levantar o bumbum, mas sem engrossar as pernas. “É fácil fazer um bumbum maior, mais levantando, mais redondo, mas a perna também engrossa, fica mais musculosa”, disse. Resultado do desafio? Foi criado o treino que arrebata europeias e até japonesas na busca pelo bumbum das brasileiras: o famoso Brazilian Butt Lift.

“Criei um treinamento que chamo de triângulo, porque trabalha os três músculos do glúteo: mínimo, médio e máximo. Geralmente as pessoas só fazem agachamento e exercícios nas máquinas para dois destes músculos, então o segredo do Butt Lift é fazer o bumbum trabalhar em vários ângulos”, explica Leandro. E bota ângulo nisso. Ao todo, as séries de exercícios trabalham 12 ângulos de movimentos diferentes feitos com o quadril e as pernas, e eles passam longe só do agachamento. Foram criados com inspiração no balé, na capoeira e em danças tradicionais do País.

O método agradou Alessandra Ambrosio, levou centenas de modelos para as aulas de Leandro e o fez virar estrela nas revistas na terra do Tio Sam. Tanto que ocupa uma das vagas como os 100 brasileiros que “fizeram” Nova York segundo a revista Vogue.  “Ana Beatriz Barros, Fernanda Motta, Raica Oliveira, Izabel Goulart. Praticamente todas as modelos já treinaram comigo, algumas ficam muitos anos, outras vem e vão. Mas há também muitas meninas holandesas e russas”, conta.

Izabel Goulart foi notícia no final de 2013 durante o desfile anual da Victoria's Secret Fashion Show devido à sua excelente forma. Foto: Divulgação
Izabel Goulart foi notícia no final de 2013 durante o desfile anual da Victoria’s Secret Fashion Show devido à sua excelente forma. Foto: Divulgação

Estrela da TV americana

Com o tempo, o sucesso saiu das aulas da Equinox, maior rede de academias nos Estados Unidos onde Leandro trabalhou, e chegou à TV. Há seis anos, o brasileiro aparece em mais de 90 canais da televisão norte-americana onde já vendeu cerca de 1 milhão dos DVDs com suas técnicas para emagrecer, tonificar o corpo e deixar os glúteos mais empinados e firmes. Os vídeos, gravados em inglês e espanhol, chegam pouco ao Brasil, mas são populares em toda a Europa, especialmente no Reino Unido e na Holanda, além da Nova Zelândia, Austrália e Canadá e, pela primeira vez, Oriente Médio.

Nos Estados Unidos, os kits começam a ser vendidos por US$ 59,95 (cerca de R$ 133,30). Os brasileiros interessados podem comprar pelo site de vendas online Amazon.com por cerca de US$ 73 (aproximadamente R$ 162). “No Brasil ainda não tem grande venda porque as pessoas não têm costume de comprar pelos programas na televisão, mas vejo muitos turistas que vêm para os EUA e me descobrem na TV. Daí compram e levam para casa”. Além de cinco vídeos com séries para bumbum, abdômen, corpo e aulas de dança (axé, samba, maracatu), o pacote inclui ainda caneleira, elástico e dois livros de nutrição, um deles com a dieta de desintoxicação pregada pelo educador físico. Ela é conhecida como ”verde e branco”, baseada em vegetais verdes e proteínas brancas, como ovo e peixe, por exemplo.

Cardápio de treinos

“Os vídeos não são só para bumbum, mas para corpo inteiro. Hoje são mais de 20 tipos de treinamento”, explica. E o cardápio de opções é longo: além do Butt Lift, há também o Brazilian Tummy Tuck, treino de trinta minutos para o abdômen; Brazilian Body Sculpt, aula aeróbica baseada em ritmos dançantes brasileiros; Brazilian Upper Cuts, trabalha toda a parte superior do corpo; Rio Extreme, um treino intenso que mistura danças e exercícios de força; Brazilian Groove, aulas de dança; Brazilian Body Surf, aula de hidroginástica que já foi feita por Gisele Bündchen; Amazonia Rhythms, aula de dança de ritmos do norte do País como maracatu; Brazilian Yoga, aula de ioga e, por fim, o Higher and Tigher, que fortalece pernas e glúteos.

Nem tudo é para todo mundo

Para essas séries chegarem ao público foi mais complicado.  Isso porque cuidar do bumbum da Alessandra Ambrosio e companhia é fácil, mas fazer o programa funcionar para qualquer dona de casa já é mais difícil. E tudo tem que seguir uma espécie de filosofia que Leandro segue: “nem todo exercício é bom para todo mundo, tem que malhar o corpo todo, mas tem que focalizar mais. Tem gente que acaba fazendo exercício que nem precisa fazer,  tem que ser de acordo com o corpo da pessoa”, explica.

Então, para ninguém desperdiçar energia e, principalmente, ter resultados satisfatórios, a solução foi listar os tipos de bumbuns que existem, desenhá-los nas embalagens dos DVDs para que as clientes pudessem “se identificar” e criar treino adequados e específicos para cada um deles. “Dá uma volta por aí, você vai ver o tanto de bumbum que tem: grande demais, chato, caído, quem não tem bumbum, culote, pequeno e ainda as combinações, caído e com culote, por exemplo”, explica.

Depois de decidir qual o tipo de bumbum e levar o DVD para casa, o treino é por conta do cliente, que pode escolher entre séries de 15, 30, 45 e 60 minutos. “As mulheres são muito ocupadas, tem que levar criança na escola, então não é todo dia que dá tempo de fazer tudo, por isso o importante não é o tempo, mas manter a consistência. O fitness é um hábito e, quando mantém isso na rotina, seu corpo pede e acaba se tornando prazeroso”, dá a receita.

Truques e dicas do Mestre do Bumbum

Leandro ensinou alguns truques valiosos para ter o bumbum dos sonhos. Agora uma pausa para a comemoração: as brasileiras já saem na frente na hora de melhorar este quesito. “Para a brasileira é muito mais fácil ter um bumbum bonito porque é muito mais fácil diminuir um grande do que aumentar, caso dos bumbuns pequenos das europeias, por exemplo”.

Mas será que depois de tudo isso é possível ter o bumbum perfeito? Depende do ponto de vista. “Acho os bumbuns das ‘mulheres frutas’ aí do Brasil exagerados demais. Para mim, um bumbum perfeito é o da Izabel Goulart”, diz depois de alguma insistência. “Aí, assim você me complica com as outras modelos, elas vão falar”, brinca.

Se o bumbum é perfeito ou não, é difícil dizer, mas para começar a ter o ideal para você, não basta só suar a camisa na academia. Algumas mudanças do dia a dia também ajudam, e muito. “Para melhorar o bumbum é parar de andar de ônibus, de carro, é ir mais a pé aos lugares, caminhar mais. Ao invés do elevador, tem que subir escada de dois em dois degraus, subir morro”, explica Leandro.

Como se livrar das celulites?

Mesmo para quem consegue abandonar a comodidade do elevador, os hábitos alimentares são fundamentais, uma vez que são eles os responsáveis pelas indesejadas e insistentes celulites. “Um bumbum caído já é ruim, mas um bumbum caído com celulite é pior ainda”. Os vilões desse departamento já são famosos, como refrigerante, comida frita, bebida alcóolica, sobremesas doces demais e falta de água. Tente se livrar disso e tente beber ao menos oito copos de água diariamente, segundo os conselhos de quem entende bem do assunto.

Planos para o Brasil

Leandro se dedica hoje ao seu próprio estúdio de ginástica localizado no bairro hipster e cheio de famosos de East Village, em Manhattan. A maior parte do tempo ele se ocupa da gravação de seus vídeos, das aulas como personal trainer e do treinamento dos cinco professores que seguem seus passos. Mas, mesmo com essa longa experiência em mudar as curvas das mulheres, ele tem outra paixão, e faz tempo.

“Minha paixão mesmo é obesidade e emagrecimento desde a época da faculdade. É difícil saber como construir o bumbum no corpo de uma modelo supermagra, mas tenho maior gratificação quando a pessoa tem uma vida difícil porque a gordura influencia, quando ela tem dificuldade de sair, de ir numa loja comprar roupa, é muito complicado para essas pessoas”, diz.

Por isso, seus planos de expansão incluem um programa de emagrecimento especial na TV, que anualmente transforma a vida de 60 mulheres em dois meses de dieta e treinamento, e quem sabe seu próprio canal sobre o assunto,  Ele também pretende montar um SPA para obesos em alguma praia brasileira ou, provavelmente, em sua terra natal em Minas Gerais. “Tem 10 anos que eu trabalho com bumbum, foi bumbum demais já”, brinca.

Fonte: Terra

Compartilhar: