Brasileiros desenvolvem vacina que promete amenizar tratamento contra Aids

A vacina é personalizada de acordo com o código genético de cada paciente

Entre 2012 e 2013, as mortes por Aids tiveram uma queda de quase 40% no Brasil. Foto: BBC / Getty Images
Entre 2012 e 2013, as mortes por Aids tiveram uma queda de quase 40% no Brasil. Foto: BBC / Getty Images

Pesquisadores da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) desenvolveram uma vacina que promete amenizar o tratamento da Aids.

Durante os testes, houve uma redução na reprodução viral em portadores do HIV.
Há dez anos, 18 voluntários receberam doses experimentais e oito deles demonstraram melhora significativa.
A vacina, ainda em fase de estudos, pode substituir o coquetel de remédios, usado atualmente por pacientes soro positivos.

O que difere o estudo feito aqui no Brasil dos demais 21 países que estudam a cura para a Aids é que, pela primeira vez, os pesquisadores analisaram de forma individual o código genético de cada paciente, criando assim uma vacina personalizada.

Um software específico foi criado pelos alunos da universidade, com o objetivo de ajudar a leitura dos códigos genéticos.

Entre 2012 e 2013, as mortes por Aids tiveram uma queda de quase 40% no Brasil, mas o número de infectados aumentou, passando de 530 mil para 630 mil pessoas.

Apesar da urgência, ainda não há previsão para a vacina ser disponibilzada para a população.

 

Fonte: R7

Compartilhar: