Brigão inglês volta a atacar Neymar: “ele saiu, Barça ganhou”

Depois do apito final, até Barton reconheceu sua própria implicância com Neymar. "Não sei direito por que Neymar me irrita tanto, só sei que ele irrita. Nunca falei com o cara, então é difícil quantificar. É um problema meu", afirmou.

Neymar foi discreto, mas sofreu o pênalti que mudou a história do jogo. Foto:Divulgação
Neymar foi discreto, mas sofreu o pênalti que mudou a história do jogo. Foto:Divulgação

Famoso por suas declarações polêmicas nas redes sociais, o meio-campista inglês Joey Barton voltou a atacar Neymar após o clássico entre Real Madrid e Barcelona neste domingo, que terminou com vitória do time catalão por 4 a 3. O jogador do Queens Park Rangers, da segunda divisão inglesa, passou a partida inteira afirmando que o Barça teria mais chances de vencer se tirasse Neymar.

“Neymar?? Pedro ou Alexis deveriam sair jogando”, escreveu Barton antes mesmo do início da partida. “Que jogo. Ainda acredito no Barça se eles tirarem o Bieber”, ironizou o meio-campista quando o Real Madrid virou o jogo para 2 a 1, comparando Neymar com o cantor pop Justin Bieber.

Quando o brasileiro sofreu o polêmico pênalti que resultou na expulsão de Sergio Ramos e no terceiro gol do Barcelona, o inglês atacou de novo: “Neymar ganha um pênalti logo antes de sair. Ele estava buscando isso e caiu fácil”.

​Mesmo torcendo pelo Barcelona, Barton não poupou Neymar de novas críticas. “Neymar saiu, o Barça venceu. Nada muito complexo”, escreveu ele – o brasileiro foi substituído por Pedro pouco antes do quarto e decisivo gol do time catalão.

Depois do apito final, até Barton reconheceu sua própria implicância com Neymar. “Não sei direito por que Neymar me irrita tanto, só sei que ele irrita. Nunca falei com o cara, então é difícil quantificar. É um problema meu”, afirmou.

“Qualquer pessoa que fala de Neymar no mesmo nível de Messi, (Cristiano) Ronaldo, Suárez ou Ibra (Ibrahimovic) quer um exame na cabeça. Ele está a milhas de distância”, concluiu Barton, que ainda recebeu apoio de um torcedor brasileiro: “a mesma discussão acontece aqui no Brasil. Eu concordo com você”, escreveu um internauta.

Fonte:Terra

Compartilhar:
    Publicidade